Consultor Jurídico

Segundos de fama

Inquérito contra advogado detrator de Lewandowski foi aberto, informa Jungmann

Retornar ao texto

Comentários de leitores

39 comentários

É proibido.

Espartano (Procurador do Município)

Tá proibido ter vergonha do STF.
Quem tiver vergonha do STF, favor não se manifestar.
Para quem tem vergonha de ser brasileiro, é obrigatório calar a boca sob pena de prisão.

https://m.youtube.com/watch?v=sGtDYtpj0Cc

Comportamento de advogado tapuia

O IDEÓLOGO (Cartorário)

O ato do nobre advogado não é ato isolado. Eu, como atendente de balcão em Fórum, já presenciei parte achincalhando advogado porque não conseguiu vitória em processo judicial. Bandido que pede processo físico no balcão e quando vê as petições do seu advogado fala palavrões. Advogado desrespeitando o colega em plena audiência.
Enfim, ninguém respeita ninguém. O Ministro Lewandowiski agiu acertadamente.

Exagero dos dois lados

ANDRE MANSUR (Advogado Associado a Escritório)

Carmen Lúcia disse que os brasileiros sabem mais os nomes dos ministros do STF do que os jogadores da seleção. Pudera. Em um momento em que a Corte Suprema está tendo seu papel sendo questionado , devido às polêmicas decisões que têm tomado, desnecessário esse bafafá.

Quanto ao colega, penso que existem formas mais inteligentes de se usar da liberdade de expressão, que, diga-se, está suspensa no Brasil, devido à uma ditadura de grupos de opinião.

Fato é que sobra muito tempo para que esse tipo de assunto ganhe projeção nacional. Se sobra tempo, falta trabalho.

pois é...

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Consequência do empoderamento que se dá a funcionários públicos.
E, no caso, não é demais lembrar que a carreira jurídica de Lewandowski decorre de cargos que exerceu e exerce por escolha e por indicação. Para juiz foi escolhido por Orestes Quércia (quinto constitucional) e para ministro do STF foi indicado por Lula, indicação esta recomendada por Márcio Thomaz Bastos e apoiada pela primeira dama Marisa Letícia, amiga de longa data da família Lewandowski, ou seja, Lewandowski não prestou concurso para se tornar funcionário público.
Enfim, a situação demonstra que realmente temos o tal Estado Democrático de Direito.
Resta esperar por um FELIZ ANO NOVO!

Perseguição

Professor Edson (Professor)

Estão perseguindo o rapaz por uma opinião.

Nao ha crime

amigo de Voltaire (Advogado Autônomo - Civil)

Nao ha crime. O Min. constrangido pode ir a policia e comunicar uma perturbacao ou constrangimento, de iniciativa pessoal, mas ameacar de prisao é abusar da autoridade. O STF nao foi injuriado , houve apenas uma manifestacao de pensamento , dentro dos limites do aceitavel. Toffoli age por " munus corporatus" tao somente.

Que vergonha CONJUR

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

Risco à segurança do voo? Inquérito? QUAL O CRIME? De repente o garantismo do Conjur sumiu?
.
Desde que seja um dos ministros amigos da ORCRIM, vale tudo né.
.
Conjur também é uma vergonha.

Inacreditável

Leo034 (Estagiário)

Esse caso é simplesmente inacreditável. A conduta do advogado sem dúvida foi incômoda aos passageiros, principalmente ao ministro. Mas com certeza não há como ver nisso a prática de qualquer crime que seja. Se o ministro entendesse que houve injúria, deveria entrar com queixa crime.
Esse estardalhaço todo é no mínimo falta do que fazer.

Abuso

acsgomes (Outros)

E o suposto abuso de autoridade praticado pelo Min Lewandowski a PF vai investigar também?

Dois pesos, duas medidas

Palpiteiro da web (Investigador)

Lula, preso em Curitiba, disse que o STF são todos ACOVARDADOS. Pergunto: por que o min. Ricardo Levianovisk não o prendeu? Por que não chamou a PF e nem instaurou Inquérito?

Segurança de voo

Observador.. (Economista)

Quem a fiscaliza é a tripulação, não passageiros.
E cabe ao Comandante tomar medidas - imediatas - caso a segurança do voo seja colocada em risco.
E há um registro no pós-voo.

Se não houve nenhum destes casos, é mero exagero retórico o que consta na matéria.

Interessante

Kelvin de Medeiros (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

No mínimo interessante o silêncio desta revista ao noticiar o ocorrido.

Somente agora, com a abertura de um inquérito com o apontamento de possíveis comportamentos desabonadores do algoz do ministro, é que este veículo decidiu expor o assunto.

Como disse, muito interessante.

Inverdade

Marcos José Bernardes (Advogado Autônomo - Civil)

Não é verdade que o advogado tenha ofendido o ministro. Ele não o ofendeu em nenhum momento. O advogado tem o direito de dizer o que disse. O ministro não está acostumado com manifestação dessa natureza, eis que em seu trabalho é tratado como um Deus, ou, na pior das hipóteses, como um seu representante direto aqui na terra, seu braço direito talvez. Ninguém pode confrontá-lo.

Arbitrariedade

Marcelo-Advogado (Advogado Autônomo - Consumidor)

Conduta típica de um tribunal arbitrário, de exceção. O STF, como instituição, não foi denegrido, tão pouco o ministro. O ato afronta em peso a Constituição Federal e declara, de modo explícito, a atual situação da corte quanto ao direito de manifestação do povo. Certamente não houve crime de injuria e muito menos desrespeito ao ministro, mostrando o autor dos fatos meramente aquilo que todos nós já sabemos: que a caneta do STF não pode ter tinta infinitamente e que muitos ministros se acostumaram a dormir sobre livros quando deveriam analisar a atual conjuntura fática constitucional em que eles mesmos nos colocaram. Infelizmente, se tornou um tribunal penal de exceção, movido por interesse estatista, desde que os direitos deles próprios sejam garantidos...

O STF na berlinda

J. Ribeiro (Advogado Autônomo - Empresarial)

Isto somente vem a confirmar o que foi dito.
O PTralhismo também danificou e continua danificando (envergonhando) o STF.
O Senado precisa tomar algumas atitudes em relação a alguns membros do STF de forma colocar cada um em seu devido lugar e ao mesmo tempo limpar e preservar a instituição.

Carteirada a rodo.

Ade Vogado (Advogado Autônomo - Tributária)

Parabéns, estão dando show ao que o jurisdicionado sempre reclama, neste país para as coisas andarem tem que ser famoso, rico ou poderoso.
Obrigado por confirmarem esse dito popular.

Olimpo caído

Kenio Barros de Avila Nascimento (Advogado Associado a Escritório)

A questão é: funcionários públicos que deveriam servir ao público, querem mandar como se fossem a encarnação da verdade. Neste site, por exemplo, é abjeta a defesa destas corporações públicas. Estamos, como povo, cansados de vocês e suas mentiras.

Privilegiados do poder

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Extrema agilidade com o caso, não vista quando a vítima é um negro de periferia vítima de assassinato, latrocínio, estupro, etc.

Exagero...

Gabriel Quireza (Servidor)

Até acredito que o sujeito tenha extrapolado um pouco seu direito à liberdade de expressão, mas isso já ficou ridículo!

A reação está sendo totalmente desproporcional!

Comentar

Comentários encerrados em 14/12/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.