Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Previsão de investimentos

TST aprova orçamento de R$ 21,5 bilhões para a Justiça do Trabalho em 2019

O Órgão Especial do Tribunal Superior do Trabalho aprovou orçamento de R$ 21,5 bilhões para a Justiça do Trabalho em 2019.

De acordo com o presidente do TST, ministro Brito Pereira, o orçamento segue os critérios estabelecidos pela Emenda Constitucional 95/2016, que impede o crescimento do investimento público por 20 anos. A proposta segue para apreciação do Congresso Nacional.

Desse valor aprovado, cerca de R$ 18 bilhões será destinado às despesas de pessoal e encargos sociais; R$ 1,9 bilhão para manutenção e custeio; R$ 1 bilhão para o pagamento de benefícios e R$ 523 milhões para projetos e investimentos, como construções, reformas e implantações de Varas do Trabalho.

Segundo Brito Pereira, a proposta orçamentária ajusta a previsão de gastos e investimentos à realidade fiscal do país, que exige a otimização dos gastos e investimentos públicos. "Em face do cenário restritivo, foram alocados recursos apenas para os 21 projetos em andamento na Justiça do Trabalho, priorizando-se aqueles de maior percentual de execução física", disse o ministro. Com informações da Assessoria de Imprensa do TST.

Revista Consultor Jurídico, 7 de agosto de 2018, 14h54

Comentários de leitores

1 comentário

Custo maior do que o benefício

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Imagine-se, ao menos por um instante, distribuir 21,5 bilhões aos trabalhadores brasileiros. Estaríamos muito melhor sem a Justiça do Trabalho, infelizmente.

Comentários encerrados em 15/08/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.