Consultor Jurídico

Comentários de leitores

14 comentários

Atenta aos fins

Rivadávia Rosa (Advogado Autônomo)

Estatutariamente correta a posição da OAB. A defesa do rol das atribuições institucionais da Ordem - Constituição, da ordem jurídica do Estado de Direito, Direitos Humanos, ... no que deve ser intransigente, não implica necessariamente a defesa pessoal de seus associados em atos alheios aos seus fins.

OAB Acovardada

Carlos Castilho Alves (Advogado Assalariado - Civil)

Venho afirmando isso já a algum tempo, sem a ressonância que alcança a voz de um advogado do calibre do Doutor Toron. A OAB que foi a voz dos perseguidos na ditadura militar está de fato acovardada, encolhida em face da violência diária que o MP e o próprio Poder Judiciário perpetra contra o Estado Democrático de Direito. Como é possível conduzir coercitivamente uma pessoa que sequer foi intimada? Isso não é denúncia de esquerda nem de direita, é de advogado que luta pelo direito. Tolerar isso é tornar-se cúmplice deste arbítrio.

Faltou dizer ...

Barchilón, R H (Advogado Autônomo - Civil)

Que a OAB Federal é omissa e atrelada a interesses de seus membros todo mundo já sabia, mas fazer a crítica depois que tens clientes indiretamente afetados esvazia muito a crítica.

Moral da história: os dois tem razão no que dizem.

Boa, OAB!

CarlosDePaula (Advogado Autônomo)

Normalmente sou um crítico de alguns posicionamentos da OAB e também da falta deles, mas esse resposta foi muito boa!
Toron é advogado de partido, já participou de atos políticos no planalto do governo deposto... agora defende apenas a impunidade!

Entidade é para defesa geral da classe

Claudio Urenha Gomes (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Com razão Presidente. Não é raro tentar "alugar" a entidade para socorrer cliente particular.

Será que a OAB esta defendendo a Constituição?

Rubens Prates Junior (Advogado Autônomo)

Não vejo dessa forma nestes últimos tempos, aceitar como uma normalidade constitucional que a prisão preventiva se perpetue no tempo, o cumprimento de condenações criminais antes do transito em julgado, conduções coercitivas.
São garantias que a sociedade perdeu, na sede de um Ministério Público buscar apenar com maior agilidade.
Presidente Lamachia, a OAB não pode ficar omissa a estes debates, pelo menos é o que se espera.

Será que a OAB esta defendendo a Constituição?

Rubens Prates Junior (Advogado Autônomo)

Não vejo dessa forma nestes últimos tempos, aceitar como uma normalidade constitucional que a prisão preventiva se perpetue no tempo, o cumprimento de condenações criminais antes do transito em julgado, conduções coercitivas.
São garantias que a sociedade perdeu, na sede de um Ministério Público buscar apenar com maior agilidade.
Presidente Lamachia, a OAB não pode ficar omissa a estes debates, pelo menos é o que se espera.

Acovardada, sim

antonio gomes silva (Outro)

A OAB está, além de acovardada, conivente com os constantes ataques à Constituição, às leis, aos advogados. As repetidas agressões verbais aos advogados, especialmente no âmbito da Lava Jato, são toleradas pela OAB, que, ao invés de defender seus pares, corroboram com o cerceamento de defesa e com as investidas arbitrárias de certos magistrados e procuradores. Não queremos a OAB de esquerda ou de direita, queremos que ela defenda a Constituição, o direito de defesa (mas como cobrar dela se o próprio STF tem reiteradamente agido contra legem!). Acovardada, conivente: não representa mais os advogados!

boca fechada!

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

A palavra é de prata, o silêncio é de ouro.
Sempre defendi que, de igual forma, como os juízes, advogados só pudessem falar nos autos.

Parabéns presidente!

Sergio Battilani (Advogado Autônomo)

Chega de OAB ideológica e de esquerda!

Isenção da OAB

elias nogueira saade (Advogado Autônomo - Civil)

Parabéns à OAB. Os advogados dos envolvidos no escândalo da Petrobrás, socorrem-se até mesmos de órgãos internacionais ,muitos deles ligados a partidos políticos ,como também a entidades do Brasil para influenciar nos julgamentos de seus clientes.Esquecem que a Petrobrás também tem advogados, e a Petrobrás não pode opinar sobre os processos.

E quem defende o Estado Democrático de Direito ?

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Congratulações, Dr. Claudio Lamachia, por enfatizar a indignação do Advogado com a corrupção sistêmica que enfraquece mortalmente a nossa democracia e o Estado Democrático de Direito. No entanto, a questão deve ser enfrentada nos termos em que se apresenta, ou seja, cobrar rigor no respeito ao devido processo legal com ampla defesa e respeito ao contraditório e, uma vez provada a culpa de parlamentar e agente público, exigir que seja afastado de suas funções imediatamente para assegurar a idoneidade das instituições. A propósito, a OAB deveria liderar uma campanha para que os parlamentares votem a emenda que acaba com o foro privilegiado, outra campanha pelo voto em cédulas já para as eleições de 2018 e outra campanha pelas candidaturas independentes também para 2018, bastando escrever o nome do candidato na cédula. Essas questões são urgentes demais.

A força da oab

O IDEÓLOGO (Cartorário)

O Presidente da OAB, Dr. Cláudio Lamachia, está correto.
Não compete à OAB defender clientes de advogados. O Doutor Toron quer que a OAB assuma uma posição parcial; quando o próprio Estatuto da Corporação diz que ela deve defender a ordem jurídica.
E com a OAB ao lado de clientes de advogados, forçosamente, existe uma pressão sobre o Poder Judiciário absolvição daqueles manifestamente, culpados.

Oab/federal

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Claudio Pacheco Prates Lamachia é um advogado brasileiro e atual presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e presidente da União dos Advogados de Língua Portuguesa.

Comentar

Comentários encerrados em 22/04/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.