Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pleno funcionamento

Em resposta a Toron, OAB diz que não defende clientes de advogados

O presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Claudio Lamachia, reagiu a críticas do advogado Alberto Toron à atuação da entidade.

Claudio Lamachia respondeu declarações de Alberto Toron sobre a atuação da OAB.
Valter Campanato/ Agência Brasil

Em entrevista ao jornalista Fernando Morais, com vídeo compartilhado neste sábado (14/4) pela ConJur, o criminalista classificou a OAB como “acovardada” e declarou que a presidência do Conselho Federal está calada diante de ataques contra a sociedade.

Lamachia respondeu que a Ordem cumpre devidamente suas funções em defesa das prerrogativas da classe e das garantias individuais. Ele afirmou que a entidade quer punição de culpados e que “jamais” defenderá “os clientes dos advogados e suas causas”.

Leia a íntegra da nota:

A OAB cumpre, de forma rigorosa, as funções que lhe são atribuídas em lei: a defesa das prerrogativas dos advogados e a defesa dos direitos e garantias individuais.

Não é função da OAB atuar em defesa dos clientes dos advogados. A OAB representa todos os mais de 1 milhão de advogadas e advogados do Brasil e não se sujeita aos interesses particulares de profissional que coloca seus interesses financeiros acima da ética e do respeito com a instituição.

A advocacia não é uma profissão para covardes. O advogado brasileiro, que atua no dia a dia do Direito, está indignado com os escândalos de corrupção e quer punição para os culpados, sejam eles de esquerda ou de direita. A lei não tem cor ideológica, ela deve ser respeitada e valer para todos, sempre observado o contraditório e o devido processo legal, institutos que a Ordem defendeu, defende e sempre defenderá de forma intransigente!

A covardia está na postura de um advogado querer usar a OAB para defender seus clientes, suas causas pessoais e suas ideologias.

A OAB tem como missão a defesa das prerrogativas da advocacia e da Constituição, jamais os clientes dos advogados e suas causas.”

Claudio Lamachia
Presidente do Conselho Federal da OAB

Revista Consultor Jurídico, 14 de abril de 2018, 17h40

Comentários de leitores

15 comentários

Atenta aos fins

Rivadávia Rosa (Advogado Autônomo)

Estatutariamente correta a posição da OAB. A defesa do rol das atribuições institucionais da Ordem - Constituição, da ordem jurídica do Estado de Direito, Direitos Humanos, ... no que deve ser intransigente, não implica necessariamente a defesa pessoal de seus associados em atos alheios aos seus fins.

OAB Acovardada

Carlos Castilho Alves (Advogado Assalariado - Civil)

Venho afirmando isso já a algum tempo, sem a ressonância que alcança a voz de um advogado do calibre do Doutor Toron. A OAB que foi a voz dos perseguidos na ditadura militar está de fato acovardada, encolhida em face da violência diária que o MP e o próprio Poder Judiciário perpetra contra o Estado Democrático de Direito. Como é possível conduzir coercitivamente uma pessoa que sequer foi intimada? Isso não é denúncia de esquerda nem de direita, é de advogado que luta pelo direito. Tolerar isso é tornar-se cúmplice deste arbítrio.

Faltou dizer ...

Barchilón, R H (Advogado Autônomo - Civil)

Que a OAB Federal é omissa e atrelada a interesses de seus membros todo mundo já sabia, mas fazer a crítica depois que tens clientes indiretamente afetados esvazia muito a crítica.

Moral da história: os dois tem razão no que dizem.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 22/04/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.