Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Agentes nocivos

Novo corregedor diz que vai combater tentativas de corrupção de juízes

Por 

O ministro Raúl Araújo Filho, do Superior Tribunal de Justiça, assumiu nesta quinta-feira (21/9) a Corregedoria-Geral da Justiça Federal afirmando que vai combater “com vigor” as tentativas de corrupção contra membros do Judiciário. Em discurso de posse, Araújo, que substitui no cargo o ministro Mauro Campbell, afirmou que a função estratégica do corregedor impõe ao titular a responsabilidade de zelar pela boa saúde do sistema judiciário.

Novo corregedor de Justiça, Raul Araújo Filho prometeu cadastro de acompanhamento de penas
Reprodução

O ministro falou que vai atacar as tentativas e ações de “agentes nocivos”, que, nas palavras dele, espreitam o Judiciário para encontrar fragilidades e aguardam oportunidades para “corromper, seduzir e desviar o incauto tecendo tramóias”.

“Estarei atento para afastar do âmbito do nosso poder as ameaças externas e internas trazidas pelas mais diferentes e lamentáveis mazelas que rondam o imperfeito espírito humano”, disse.

O novo corregedor do CJF afirmou ainda que vai tentar implantar um cadastro nacional de acompanhamento de cumprimento de penas dos sentenciados da Justiça Federal. Segundo o ministro, o sistema é necessário para evitar que aqueles que já cumpriram as penas “sejam esquecidos” nas precárias prisões do país. “Afinal, como ensinava meu saudoso pai, o advogado Raúl Araújo, inspirado no mais sábio dos santos, o São Tomás de Aquino, justiça sem misericórdia é crueldade. E bondade sem justiça é fraqueza”.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 22 de setembro de 2017, 10h25

Comentários de leitores

7 comentários

O Silêncio.... ahhhh o silêncio faz falta.

Carlos Afonso Gonçalves da Silva (Delegado de Polícia Estadual)

Que tal começar a caçar os "penduricalhos", manter os subsídios e vantagens dentro do teto constitucional e fazer cumprir a Constituição Federal em seu artigo 39?:

"Art. 39. A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios instituirão conselho de política de administração e remuneração de pessoal, integrado por servidores designados pelos respectivos Poderes. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
§ 4º O membro de Poder, o detentor de mandato eletivo, os Ministros de Estado e os Secretários Estaduais e Municipais serão remunerados exclusivamente por subsídio fixado em parcela única, vedado o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outra espécie remuneratória, obedecido, em qualquer caso, o disposto no art. 37, X e XI."

Depois disso feito, volte a discursar, Excelência...

Infantilidade

Observador.. (Economista)

Que as corporações mudem esta visão autoindulgente, outro grande flagelo nacional.
Quem quiser ver um outro lado do nosso país, através de reflexões baseadas em fatos, segue o link abaixo:

https://youtu.be/IFwpn7kjIWU

???

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

O que dizer deste esdrúxulo comentário do PIOR ministro (acredita que se o juiz for corrompido a culpa não é dele e sim da "pressão sobre ele"rsssss) do STJ?
.
Será que decidem colocar um sujeito deste na corregedoria, na base do "quem ganha no palitinho"? Só pode.
.
Entenderam porque os magistrados, em regra, detestavam Dilson Dipp e Eliana Calmon? Esses sim foram bons corregedores (sim, do CNJ).

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 30/09/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.