Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Bate-boca

Assista a vídeos em que Barroso e Gilmar Mendes trocam acusações no Plenário

Durante o julgamento da ação que discute a constitucionalidade da extinção de tribunais de contas municipais por emenda constitucional estadual, os ministros Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso protagonizaram mais uma briga em Plenário.

Gilmar criticava a solução dada pelo Rio de Janeiro ao pagamento de precatórios, que resultou num rombo nas contas do estado. Foi quando Barroso o interrompeu, acusando-o de ser “leniente com o crime de colarinho branco” e de não julgar, mas usar o Plenário para “ficar destilando ódio”.

A discussão, ocorrida nesta quinta-feira (26/10), pode ser vista nos dois vídeos abaixo:

Revista Consultor Jurídico, 26 de outubro de 2017, 20h02

Comentários de leitores

16 comentários

?????

Karlos Lima (Oficial de Justiça)

Isso é o STF! Não acredito. Alias não acredito mais em nada neste país. Tudo me envergonha. Cadê aqueles em que o povo aguarda com esperança de salvação. Eu só espero o meu salvador voltar e acabar com tudo isso. Iaurrushua!!!

Ministro gilmar ferreira mendes

O IDEÓLOGO (Outros)

O Ministro Gilmar Mendes é, extremamente, solipsista. Julga de acordo com a sua consciência e manda "as favas" a opinião pública.

Ativistas da Toga

Belotto de Albuquerque (Outro)

Em um país sério, atentadores à Constituição e ativistas judiciais, como juízes como Barroso, Celso de Mello, Gilmar Mendes, Lewandowski jamais manteriam seus cargos como ministros do Supremo. Barroso volta e meia usa o cargo para 'militar', para legislar em favor de suas convicções ideológicas. Gilmar Mendes, bem, é o Gilmar Mendes, não há nem necessidade de explicar. Celso de Mello na votação do Aécio disse que a CF é o que STF diz o que a CF é. Lewandowski rasgou a CF no julgamento da Dilma ao dividir a sentença, indicando claramente que o impeachment, apesar de seguir o rito necessário e o julgamento ter sido por juízo competente foi uma jogada parlamentar. Carmen Lúcia com votos lamentáveis. Facchin (outro ativista) e Toffoli receberam o cargo de ministro praticamente com a estrelinha do PT no peito. Moraes, apesar de estar o mais sensato em seus votos, chegou lá por ter vivido no seio do PMDB. Enfim, STF virou uma piada total.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 03/11/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.