Consultor Jurídico

Comentários de leitores

25 comentários

Errou no ponto, Dr Streck

Raphael Grato (Assessor Técnico)

"Seminário celebra 100 anos da Revolução Russa e 95 anos do PCdoB
Como parte das comemorações dos 95 anos do PCdoB e do Centenário da Revolução Russa, o partido realiza seminário em São Paulo nesta quinta-feira (30). Os legados da Revolução, a crise capitalista e a defensiva socialista nortearão os debates com intelectuais e dirigentes políticos em evento que acontece na Unip, em São Paulo."
Ora, ora, ora...Está claro que não se tratava de um "evento que tratava da Revolução Russa" e que haveria "debate".... Que debate é esse que só participam pessoas que pensam da mesma forma? Sem aceitar opiniões contrárias? Quer algo mais reacionário e fascista do que isso? Professor, faculdade exige debate. "Celebração", "debate entre iguais", assusta... em qualquer lugar do mundo...

Tapa-olho

Afonso de Souza (Outros)

O articulista chama de fascista quem protestou contra haver a celebração (não, não era um seminário), numa universidade!, de uma revolução que terminou num regime totalitário com mais de 100 milhões de mortos. Ora, tem tanto exemplo de 'fascismo do bem' por aí para citar...
Que eu saiba, o Mourão disse que seria necessária uma intervenção se todos os recursos no Legislativo e no Judiciário já estivessem esgotados.
P.S. Tem gente por aí, encharcada de ideologia, que não sabe a diferença entre autoritarismo e totalitarismo. E geralmente são os que, no fundo, apreciam os regimes totalitários.

Sr. Ideólogo

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

1 - Quem tem "veia totalitária" é a 'coligação" de partidos que governou o País até o "impeachment". Vivem invadindo fazendas produtivas, quebrando lojas para forçar greves e até atearam fogo em prédio de Ministério na capital federal. Isso, sem falar em inúmeros "companheiros" que apareceram mortos por assassinatos evidentes ou acidentes suspeitos. Também existe totalitarismo em organizações criminosas com "estatutos" e "artigos" de "lei" a serem seguidos nos territórios "dominados" pela facção. Obrigam a toque de recolher, a fechar as portas de comércio quando eles decretam "feriado", detêm o monopólio da venda de gás, das "instalações" de TV a cabo, e outros mais. A cidadania fica refém de políticos corruptos e narcotraficantes.
2 - O exercício do sagrado direito de liberdade era plenamente assegurado durante o regime militar de 1964-1985 com restrição apenas para quem se ocupava de atividades terroristas como assalto a bancos, explodir bombas em locais públicos, sequestros de diplomatas, etc.
3 - No que concerne à remuneração dos honorários advocatícios, nem vou responder, pois quem acompanha os seus comentários aqui na Conjur sabe muito bem que o senhor tem muita inveja dos Advogados.

Segurança nacional - ii

O IDEÓLOGO (Cartorário)

A Doutora Rejane Guimarães Amarante em seu comentário sobre a criminalidade faz emergir a sua "veia totalitária", transmitindo através de seu comentário a mensagem subliminar de apoio ao retorno das forças obscuras, que instalaram o "Ancien Régime Militaire".
Um estado de apreensão e repressão intensa à cidadania, será útil aos advogados criminais; inclusive, permitirá à ilustre advogada o desprezo ao "tilintar das moedas", porque terá clientes, que oprimidos em masmorras fétidas, pútridas e nauseabundas, não hesitarão em encher o seu bornal com dólares, euros e reais, apenas pelo exercício do sagrado direito de liberdade.

Eu voltei pras coisas que eu deixei - ii

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Excelente o comentário do Dr. pj. branco (Advogado Autônomo - Civil).
O brasileiro não consegue eliminar o seu autoritarismo, o seu personalismo, manifestado a nível político, através da preponderância do Poder Executivo sobre o Poder Legislativo.
A defesa de direitos constitucionais é criticada por defensores da "Lei e da Ordem", ligados a partidos conservadores ou, então, fascistas.

Seria Lenio Streck burro? Creio que não.

Drake (Advogado Assalariado - Eleitoral)

Agora Lenio Streck passou avançar para a mera infowar mesmo. Ele sabe o que é fascismo, mas se faz de burro de propósito, e embarca na histeria coletiva da esquerda, desesperada vendo sua hegemonia cultural ruir rapidamente.

"(..) a (im)punibilidade tem respaldo constitucional?"

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

A pergunta (e ponderações) do comentarista Ricardo Cubas (Advogado Autônomo - Administrativa), na matéria de hoje, 15/10 em https://www.conjur.com.br/2017-out-15/manifestacao-stf-agu-parecer-prisao-grau.<br/>Eu gostaria muito de já ter lido uma análise do tema aqui, na coluna "Senso Incomum". Deveriam todos os demais Juristas (a exemplo do já feito por Modesto Carvalhosa) indagarem a respeito e darem a resposta à sociedade e à comunidade jurídica, afinal "Ubi jus ibi societas. Ubi societas ibis jus".
Será que ainda teremos uma resposta, aqui, pelo Prof. Lênio? Expertise não lhe falta...
Hoje, 15/10, OESP, pg. A4 - Coluna do Estadão (Andrea Matais): "Joesley chama juristas para defender delação".

Eu voltei pras coisas que eu deixei...

Paulo Moreira (Advogado Autônomo - Civil)

1) defender Direitos e Garantias Fundamentais é ser "esquerdista e contra o progresso";
2) criticar a "Lava Jato" é ser "petista que tem mumunha no governo";
3) defender o Processo Penal é "gostar de bandido (e tomara que o Bolsonaro te pegue na esquina!);

Pois é. Anos e anos na luta por uma democracia, e agora isso.

Só o "Rei", mesmo:

"Eu voltei
Agora pra ficar
Porque aqui
Aqui é o meu lugar"...

Ainda podemos indagar por quê...?

Walkiriagm (Outros - Trabalhista)

Sempre brilhante e oportuno, o texto do jurista Lenio Streck. Parabéns!!!

Excelente, dentro do possível!

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Êita, feriadão!
Que pena... A repercussão fica prejudicada.

Quanto à aluna que desconhece doutrinadores

isabel (Advogado Assalariado)

Pois eu ficaria feliz se fossem ,apenas, os estudantes ! Formada há 35 anos e convivendo com muitos profissionais bastante ativos e até bem sucedidos, sou olhada como um ET quando cito alguns autores ... alias, até quando humildemente sugiro que leiam - nem os livros, não ouso tanto - apenas um artigo ou outro de autores consagrados, já me olham com grande surpresa , como se fosse uma atitude extrema.
Ou seja, o saber jurídico não tem qualquer importância, se o Direito é o que os tribunais dizem que é !!!

a Idade média que sediamos, tornou a anedota atual

isabel (Advogado Assalariado)

uma anedota antiga, dizia que ao fim de determinada revolução em região muito pobre, um médico caminhava entre os corpos que ficaram no campo de batalha, acompanhado por dois ajudantes que com uma padiola deveriam resgatar os que ainda tivessem vida. Ao médico, cabia a identificação dos sinais vitais e o veredito quanto aos corpos que deveriam ser levados à improvisada enfermaria ou que permaneceriam ali.
De um certo corpo os ajudantes ouviram - depois que o médico já se afastara - uma quase desaparecida voz a dizer : "tô morto, não, dotô" ; pois um deles responde :
" moço, tu qué sabê mais que o dotô ? Dotô disse que tu tá morto, tu tá é morto memo" e em seguida chutou o moribundo para que ele não importunasse mais o notório saber da autoridade presente.
Veja se o caso aqui não é da mesma natureza : olha o atrevimento do reitor suicidado ao indagar a tão oniscientes autoridades ! então queria ele saber mais que suas "insolências" ? : a justiça, a percuradoria e até a puliça ???"
Ora, se o prenderam e investigaram deviam ter suas razões, e a vítima que se conformasse que tava morta mesmo, de forma que os serviçais da imprensa, se encarregaram de derrubá-lo ali mesmo pra que esse também não importunasse os doutos

Não foi o DA

Renan Salvador (Advogado Autônomo)

Pelas noticias que li, não foi o DA que solicitou o cancelamento do evento, e sim, o MBL, que não tem ligação nenhuma com a faculdade.

Constitucionalismo ainda existe?

Marcelo-ADV (Outros)

E o mentor da idade média será o Judiciário, com um moralismo de almanaque.

Realidade

Thadeu de New (Administrador)

Mais uma vez magistral !!! Lamentável é a triste realidade que mostra.

Céticos

Francisco A. O. Amorim (Servidor)

"Céticos dizem que não existem respostas certas ou respostas melhores do que outras."

O cardápio de teoria do direito está muito mais preocupado em ocultar os defeitos do que em resolver o problema da argumentação. Defender que existe um jogo de linguagem "certo", evocando exemplos simplórios como o do marceneiro que pede um serrote ao assistente (este não poderia lhe entregar uma chave de fenda ou, pior, uma pizza), não satisfaz o cético nem deixa o dogmático tranquilo por muito tempo.

E devemos perguntar tanto por quê como para quê

Holonomia (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Perguntar corretamente é o primeiro passo para chegar à resposta correta. Por isso devemos também perguntar para quê, porque tudo tem uma finalidade, explícita ou implícita. Até as plantas têm direção, sentido ou finalidade. Com o direito não é diferente, e pode servir a parte da sociedade ou à humanidade. Nesse ponto, o direito de Cristo é o único que serve à humanidade, isto é, o direito da razão, do Logos. Assim, a crença correta é o fundamento das respostas corretas.
www.holonomia.com

Porque o problema é sistemático

Holonomia (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

O problema do mundo, como acertadamente diz David Bohm, está na falha sistêmica do pensamento humano, ao fragmentar a realidade. Quando o pensamento começa separando as coisas ele já está fadado ao insucesso, pois o universo, incluindo nós e nossos pensamentos, é uma realidade indivisível. Assim, direito é direito, e também moral e política, e até física. Mudar uma coisa aqui e outra ali não resolverá o problema da humanidade ou do direito brasileiro enquanto o sistema de pensamento estiver errado. E essa mudança não costuma ocorrer pacificamente. Assim, depois do cataclisma talvez sediaremos a era messiânica...

Dr. Lenio, o senhor só questiona "os outros" ?

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Dr. Lenio, acompanho a sua coluna há tempos e às vezes concordo ou discordo de suas ideias mas, nos últimos tempos, tenho a impressão de que o senhor tornou-se adepto de uma espécie de ideologia jurídica. O senhor nunca questiona se a defesa "intransigente" das "garantias constitucionais" não estaria beneficiando aqueles que desejam acabar com o "Estado de Direito" e impor "a própria lei" ? Ou essa defesa cega, contra todas as evidências, é o caminho "justo" e os deuses da Justiça nos guiarão à vitória no final ? Dr. Lenio, qualquer pessoa experiente sabe que tudo tem limite. Ontem mesmo, no julgamento do STF, a Ministra Cármen Lúcia citou Montesquieu "até a virtude precisa de limites".

Behavior

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Diz o texto: "A notícia de o Diretório Acadêmico de Direito da Unicap exigindo (sic) que fosse cancelado um evento que tratava da Revolução Russa, que mostra que formas, pelo Brasil afora, uma geração de reacionários, fascistas e aprendizes de fascistas, afora milhares de analfabetos funcionais (é isso que nossas faculdades estão formando e forjando)".
Geralmente o fascista é pouco propenso aos estudos. Irrita-se quando um esquerdista, ainda que, com visão limitada, consegue apresentar-lhe que um triângulo é um quadrado.

Comentar

Comentários encerrados em 20/10/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.