Consultor Jurídico

Tribuna da Defensoria

Exigir atividade jurídica para concurso da Defensoria ainda causa polêmica

Retornar ao texto

Comentários de leitores

6 comentários

Não precisa OAB para ser Advogado!

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Seu VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador), está fácil agora! Preste concurso para a Defensoria! Peça isenção de taxa, passe no concurso e seja Advogado sem OAB, com estabilidade, demanda garantida (quando o salário está garantido, costuma-se amaldiçoar a demanda) e... salário superior a 15 mil/mês.
Não é mais vantagem?! Larga OAB pra lá...

Só falta garantir critério de desempate...

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Estranhei a "importância" do tema. Explicado está: "Em 2016, inclusive, a 3ª Vara de Fazenda Pública da Capital (SP), ao julgar o Mandado de Segurança1007915-65.2016.8.26.0053, reconheceu validade às atividades jurídicas anteriores à obtenção do grau de bacharel em Direito, determinando a contagem do período de estágio forense realizado na própria Defensoria Pública (...) para fins de aferição do prazo de três anos de prática jurídica (...).".
Só falta estipular no Edital que o estágio na DPE garante desempate na classificação.
Lamentável. Mais um capítulo do "Pobres para poucos. Pobreza como instrumento para a criação e manutenção de privilégios ".

Peço desculpas pela duplicidade comentários

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

Peço desculpas pela duplicidade comentários publicado por engano.

Excelente Ponto de Vista

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

Por Vasco Vasconcelos, escritor, jurista. Permita-me uma indagação? Senhor Presidente da OAB e aos omissos Senadores da República e Deputados Federais e membros do Ministério Público Federal : Como os cativos ou escravos contemporâneos da OAB devidamente qualificados pelo omisso MEC vão conseguir pagar o Fies? altas taxas de inscrições (R$ 260,) no jabuti de ouro da OAB, o caça-níqueis exame da OAB? Como vão conseguir experiências de dois ou três anos, exigidos nos concursos para Magistratura Se não têm direito ao primado do trabalho? A palavra advogado é derivada do latim, advocatus. Segundo o dicionário Aurélio, Advogado é o “Bacharel em direito legalmente habilitado a advogar, i. e., a prestar assistência profissional a terceiros em assunto jurídico, defendendo-lhes os interesses, ou como consultor, ou como procurador em juízo”. OAB foi criada pelo Decreto nº 19.408 de 18 novembro de 1930.Art. 17. “Fica criada a Ordem dos Advogados Brasileiros, órgão de disciplina e seleção da classe dos advogados, que se regerá pelos estatutos que forem votados pelo Instituto da Ordem dos Advogados Brasileiros, com a colaboração dos Institutos dos Estados, e aprovados pelo Governo”. Alô Ministério Público Federal Vossas Excelências sabiam que o Decreto que criou a OAB foi revogado pelo Decreto nº Decreto nº 11, de 18 de janeiro de 1991 ao reorganizar a estrutura do Ministério da Justiça revogou os referidos decretos acima mencionados ou seja: Decreto nº 19.408 de 18 de novembro de 1930 e o Decreto n⁰ 20.784 de 14 de dezembro de 1931 não sendo editado nada em seu lugar. Dito isso a partir da edição do decreto nº 11/91, a OAB deixou de existir de direito. Alguém poderia explicitar o que é revogação? Até quando OAB continuará usurpando papel do MEC?

Excelente Ponto de Vista

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

Por Vasco Vasconcelos, escritor e jurista. permita-me uma indagação? Pergunto ao Senhor Presidente da OAB e aos omissos Senadores da República e Deputados Federais e membros do Ministério Público Federal : Como esses cativos ou escravos contemporâneos da OAB devidamente qualificados pelo omisso MEC vão conseguir pagar o Fies? Paga alts taxas de inscirçõs no jabuti de ouro a OABd Como vão conseguir experiências de dois ou três anos, exigidos nos concursos para Magistratura Se não têm direito ao primado do trabalho?

A palavra advogado é derivada do latim, advocatus. Segundo o dicionário Aurélio, Advogado é o “Bacharel em direito legalmente habilitado a advogar, i. e., a prestar assistência profissional a terceiros em assunto jurídico, defendendo-lhes os interesses, ou como consultor, ou como procurador em juízo”.

Constituição não exigiu prazo de prática para concurso de De

daniel (Outros - Administrativa)

Constituição não exigiu prazo de prática para concurso de Defensor Público. Mas, o problema é o complexo defensorial de querer ser MP e copiar tudo.

Comentar

Comentários encerrados em 18/10/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.