Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ação inviável

Não cabe mandado de segurança para impugnar lei, reafirma Gilmar Mendes

Não cabe mandado de segurança para impugnar lei. Seguindo esse entendimento, já pacificado no Supremo Tribunal Federal, o ministro Gilmar Mendes julgou inviável um MS impetrado por um promotor de Justiça do Maranhão contra decisão do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Condenado a três meses de suspensão pelo CNMP, sem vencimentos, por incluir afirmação falsa em documento público, o promotor pediu que o Supremo “declare a inconstitucionalidade da parte do parágrafo único, do artigo 143, da Lei Complementar Estadual 13/91, que autoriza a suspensão dos vencimentos do membro do Ministério Público do Estado do Maranhão”. Ele argumentou que a norma só poderia ter eficácia após decisão judicial transitada em julgado, em ação civil pública de perda do cargo.

Ao julgar o MS, o ministro Gilmar Mendes explicou que o mandado de segurança não se aplica à impugnação de lei estadual, como prevê a Súmula 266 do Supremo. “Verifica-se, nessa toada, a impossibilidade de prosseguimento da presente ação mandamental”, disse o relator. Com informações da Assessoria de Imprensa do STF.

MS 35.104

Revista Consultor Jurídico, 4 de outubro de 2017, 16h20

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/10/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.