Consultor Jurídico

Patrocinados

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Em livro, juiz de São Paulo conta dia a dia do sistema prisional brasileiro

O cotidiano das prisões no Brasil vai muito além do que se vê nas notícias esporádicas sobre rebeliões. Seus detalhes foram delineados pelo juiz Marcelo Semer, que, a partir de sua atuação em São Paulo,  escreveu o livro Entre salas e celas.

A obra será lançada nesta quarta-feira (22/11), no Ateliê do Bexiga, em São Paulo, e já pode ser comprada na Livraria ConJur [clique aqui para comprar].

Segundo o autor, o livro é “uma coletânea de personagens que a própria ficção não seria capaz de reunir”. Para justificar essa afirmação, ele cita alguns casos com os quais se deparou em julgamentos.

Por exemplo, o bilheteiro fanho de um cinema pornô que testemunhou um crime, uma vítima de assassinato que sobreviveu apesar de levar uma facada na garganta e o ladrão que avisa a polícia sobre a fuga de um preso.

Esses personagens e outras histórias trazem o leitor mais para perto do que é o sistema prisional brasileiro e como vivem as pessoas que são parte dele.

O livro pode ser adquirido na Livraria ConJur por R$ 35. Clique aqui para comprar a obra.

Revista Consultor Jurídico, 20 de novembro de 2017, 15h05

Comentários de leitores

1 comentário

Livro

O IDEÓLOGO (Outros)

A situação do povo brasileiro pode compor um verdadeiro quadro pintado com as chamas do inferno. Nossas prisões assemelham-se aos "gulags soviéticos". Mas, não só o Estado é culpado, como também, o próprio povo, sempre afeito ao jeitinho, tolerando-se que pobre prejudique outro pobre.

Comentários encerrados em 28/11/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.