Consultor Jurídico

Notícias

Limites de atuação

PGR não pode oferecer perdão judicial em acordos de delação, decide Lewandowski

Comentários de leitores

6 comentários

Não pode mesmo

JA Advogado (Advogado Autônomo)

Mesmo que uma interpretação extensiva da lei permita essa conclusão do MPF/PGR, não pode mesmo. Conceder perdão ou definir penas - são duas prerrogativas que não podem ser do MP/MPF - a primeira é do legislador - e a segunda é do judiciário com base nas provas dos autos. Está certo o Min. Lewandowski, ao que parece...

Faltou só um ponto na lucidez do zé machado

Macaco & Papagaio (Outros)

Se o MP já se acha o 4ª poder da república, a mídia o 5°, imagine-se a Polícia Federal pretendendo ser o 6° com a decantada possível independência! Mesmo assim, parece que sempre triunfam a corrupção, a criminalidade, a mediocridade e a hipocrisia.
FALTOU 1: a luta dos membros destas elites por mais altos salários e por maiores privilégios, em detrimento da imensa população desemprefada ou que vive com salários pífios.

...

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

É o começo do fim...

A fila dos poderes

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Se o MP já se acha o 4ª poder da república, a mídia o 5°, imagine-se a Polícia Federal pretendendo ser o 6° com a decantada possível independência! Mesmo assim, parece que sempre triunfam a corrupção, a criminalidade, a mediocridade e a hipocrisia.

Excelente, Ministro Lewandowski !

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Até que enfim !

ressuscitou

Ribas do Rio Pardo (Delegado de Polícia Estadual)

O Judiciário ressuscitou. Finalmente, achei que vivia em um país em que só havia um poder o MP

Comentar

Comentários encerrados em 22/11/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.