Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Obrigações institucionais

Entidade de eleitoralistas defende viagens de presidente do TRE de São Paulo

Levantamento de viagens de desembargador é "leviandade".
Reprodução

O desembargador Mário Devienne Ferraz, presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, é “exemplo de homem público probo e eficiente paradigma de magistrado justo”. Por isso a reportagem que levantou a quantidade de suas viagens oficiais foi “leviana”. Quem diz é o Colégio de Juristas da Justiça Eleitoral (Copeje), entidade que reúne todos os membros de TREs que ocupam vagas destinadas à advocacia.

Eles reclamam de reportagem do jornal Folha de S.Paulo segundo a qual Devienne Ferraz viajou em um terço dos dias de trabalho desde que chegou ao cargo. Para os juízes eleitorais, as viagens “são absolutamente compatíveis com os cargos que o desembargador ocupa”.

Clique aqui para ler a nota.

Revista Consultor Jurídico, 14 de novembro de 2017, 19h39

Comentários de leitores

2 comentários

Viagens

O IDEÓLOGO (Outros)

Leiam na msg anterior, VIAGENS.

Viajens

O IDEÓLOGO (Outros)

O desembargador Mário Devienne Ferraz, presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo é um dos expoentes da Magistratura. Mas, viajar mais que trabalhar, ainda que seja para fins profissionais, atrai todo tipo de crítica.
Deveria trabalhar cinco dias por semana e viajar no sexto.

Comentários encerrados em 22/11/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.