Consultor Jurídico

"Dono da bola"

Ministério Público abandona júri e julgamento de Nenê Constantino é adiado

Retornar ao texto

Comentários de leitores

6 comentários

Chicana da defesa

Serpico Viscardi (Professor)

Trata-se de um exemplo da mais pura chicana de defesa, prática por todos os rincões do país, infelizmente.

Parabéns a esse Promotor corajoso. Com sua atitude, garantiu que a sociedade esteja devidamente preparada e bem representada durante a sessão de julgamento, a ser realizado em outra data.

Se fosse a situação inversa, a defesa ia chorar um rio nilo de lágrimas e o juiz adiaria o julgamento.

Se cercear a defesa é grave, cercear a acusação também é!

O art. 479 do CPP fala em três dias úteis de antecedência para juntada de documentos. Contudo, a interpretação literal, nesse caso, é trágica.

Trata-se de um prazo mínimo, nada obstando que o juiz conceda prazo maior, em caso de necessidade, sobretudo pelo volume de documentos.

Como dar conta de analisar 5.000 páginas de documentos em três dias, tendo que continuar toda a rotina de trabalho de um Promotoria de Justiça. Impossível.

O juiz, nesse caso, permitiu a chicana da defesa.

Em tempo...

Dapirueba (Outro)

Digitei no celular, sem possibilidade de reler o texto, razão de alguns erros.

19 volumes de documentos. Para que?

Dapirueba (Outro)

Crítica cega ao Promotor não leva em conta que foram juntados aos autos 19 volumes de documentos.
Considerando que cada volume tem em média 250 folhas, foram juntados aos autos, às vésperas do julgamento, quase 5.000 folhas.
Não se pode, em hipótese alguma, obstar o sagrado direito da defesa de produzir provas, sejam elas quais forem.
Mas também não se pode negar o mesmo direito ao MP.
E o exercício desse direito tem que ser real e não formal.
Dizer que o Promotor teria condições de ter acesso real a cerca de 5000 folhas de documentos juntados às vésperas do julgamento, é risível.
Não sou membro nem servidor do MP para fazer defesa da atitude tomada, mas é sempre fosse o contrário? Se o MP juntasse aos autos os 19 volumes de documentos aos autos e a defesa não tivesse acesso real ao conteúdo material do que foi juntado? Será que eventual abandono da defesa seria assim tão criticado?

O novo poder da replubiqueta de bananeiras!

Paulo Jorge Andrade Trinchão (Advogado Autônomo)

É, as coisas estão acontecendo em uma velocidade espantosa. Isso é o resultado do indulgente legislador de 1988, que concedeu superpoderes ao NOVO PODER DA REPUBLIQUETA DE BANANEIRAS: O MINISTÉRIO PÚBLICO!
Como aceitar passivamente atitude tão indigna e repugnante como essa! Meu Deus, temos que dar um basta nessas insanidades de agentes públicos, que mesmo sendo empregado do cidadão, contribuinte e jurisdicionado, ousam em brincar cada vez mais, abusando irresponsavelmente com a seriedade dos fatos. E qual será a - URGENTE! -resposta do CNMP?

Muita inexperiência...... e showzinho...

daniel (Outros - Administrativa)

Ora, qualquer pessoa inteligente consegue ler estes documentos....Nos Estados Unidos documentos podem ser apresentados no ato do júri...... Muita inexperiência ou showzinho do promotor....

Impunidade

olhovivo (Outros)

Já passou da hora de começar a punir esse tipo de postura soberba. Se a juntada foi irregular, há recurso suficiente para anular o julgamento se a decisão do Júri for desfavorável. Se fosse num país sério esse sujeito estaria fora da carreira tão almejada por muitos mais merecedores.

Comentar

Comentários encerrados em 29/03/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.