Consultor Jurídico

Notícias

Girl power

Caarj lança movimento para combater machismo na advocacia

Comentários de leitores

4 comentários

Iludido - Advogado autônomo

Iludido (Advogado Autônomo - Civil)

Como entendo que não vim ao mundo para agradar ninguém, mas a todos. Interessante é que conheço advogadOs que estão aposentados com um salái mim no seu brasil. Amigos, não vamos perder tempo com bobagem. Deus não autorizou ninguém a consertar a terra. Este, é mais um segredo que faz parte do seu plano nunca repassado. Quantos repórteres de TV perderam seus empregos para mulheres e hoje estão desempregados mesmos. O que v. acha que eles agora pensam! A mulher por ganhar menos leva a vantagem de manter a mesa da casa e o emprego.

Iludido - Advogado autônomo

Iludido (Advogado Autônomo - Civil)

Como entendo que não vim ao mundo para agradar ninguém, mas a todos. Interessante é que conheço advogadOs que estão aposentados com um salái mim no seu brasil. Amigos, não vamos perder tempo com bobagem. Deus não autorizou ninguém a consertar a terra. Este, é mais um que faz parte do seu plano nunca repassado. Quantos reporteres q

Mais um blá blá blá esquerdalha!

O Ninfador (Outros)

Elogiar a beleza da mulher, no caso, das advogadas, é diminuí-las como profissionais do direito? Pontes que partiu, só não mando esse Caarj tomar caju para o meu comentário não ser censurado!
É vitimismo que não acaba mais, meu irmão! Até onde esses lerdos vão parar de tecer esses discursos esquerdalhas, discursos que tiram a meritocracia da mulher como profissional e atribuem todos os males que ela sofre às ações do sexo oposto?
Por sinal, uma das advogadas mais requisitadas na região em que moro é uma mistura de Regina Casé e Inês Brasil nos seus piores dias, ou seja, um "dragonzaço"! Mas pense numa mulher competente no que faz!
Enfim, é racismo, é homofobia, é machismo, é misogenia, é opressão, é preconceito, é discriminação...basta! Cansei disso!

Machismo

O IDEÓLOGO (Outros)

Excesso de machismo termina em feminicídio.
A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1o O art. 121 do Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940 - Código Penal, passa a vigorar com a seguinte redação:
“Homicídio simples
Art. 121. ........................................................................
.............................................................................................
Homicídio qualificado
§ 2o ................................................................................
.............................................................................................
Feminicídio
VI - contra a mulher por razões da condição de sexo feminino:
.............................................................................................
§ 2o-A Considera-se que há razões de condição de sexo feminino quando o crime envolve:
I - violência doméstica e familiar;
II - menosprezo ou discriminação à condição de mulher.
..............................................................................................
Aumento de pena
..............................................................................................
§ 7o A pena do feminicídio é aumentada de 1/3 (um terço) até a metade se o crime for praticado:
I - durante a gestação ou nos 3 (três) meses posteriores ao parto;
II - contra pessoa menor de 14 (catorze) anos, maior de 60 (sessenta) anos ou com deficiência;
III - na presença de descendente ou de ascendente da vítima.” (NR).

Comentar

Comentários encerrados em 24/03/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.