Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Delação da JBS

Marco Aurélio é o novo relator do inquérito contra Aécio Neves

Por 

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, será o novo relator do inquérito contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), acusado, com base na delação premiada da JBS, de corrupção passiva, obstrução à Justiça e organização criminosa.

Ministro Marco Aurélio foi escolhido por sorteio como novo relator do inquérito conta Aécio Neves.
Carlos Moura/SCO/STF

A escolha, por meio de sorteio eletrônico, se deu após o antigo relator, ministro Luiz Edson Fachin, atender a recurso do parlamentar mineiro e separar o caso dele da investigação contra o presidente Michel Temer e o deputado federal afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

Nesta quarta-feira (31/5), em entrevista, o vice-decano do Supremo afirmou que levará ao Plenário os pedidos da Procuradoria-Geral da República para prender Aécio e afastá-lo do mandato. "É claro que se é ato de um colega, ombreando o colega, jamais reconsideraria decisão do colega. E não reconsiderando, não atuando nesse campo individualmente, trarei ao colegiado", disse.

Fachin justificou a decisão de separar os inquéritos por entender que a suposta atuação de Aécio em favor da JBS e contra a "lava jato" se distingue daquela que teria sido praticada por integrantes do PMDB.

A irmã do senador afastado, Andrea Neves, o primo dele Frederico Pacheco e o ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrella (PMDB-MG) Mendherson Souza Lima são alvos do mesmo inquérito.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 31 de maio de 2017, 16h06

Comentários de leitores

2 comentários

Aécio neves

O IDEÓLOGO (Outros)

Estará, em breve, comemorando a absolvição. Afinal, o Ministro Marco Aurélio é um assíduo leitor das obras do Ferrjaolli, pioneiro do Garantismo Penal.

Prende!

Sã Chopança (Administrador)

Delcídio foi preso, não foi? Prende, Ministro! Pelo bem da República, prende!

Comentários encerrados em 08/06/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.