Consultor Jurídico

Notícias

Vice desmoralizado

Dilma pede que Supremo devolva seu mandato de presidente da República

Comentários de leitores

8 comentários

Qual foi mesmo o motivo do impeachment de Dilma?

Mig77 (Publicitário)

Helio Bicudo, Miguel Reale Jr e Janaina Paschoal não poderiam entrar com o impeachment do Temer?Não dá para "criar" qualquer motivo?Afinal esses juristas tem imaginação.Qual a surpresa que há, qdo quem teve 54 milhões de votos reivindica seu posto de volta que foi arrancado com acerto de partilha de quadrilheiros. O governo da Dilma foi ruim?Não, foi péssimo, concordo.Ponto.Quem acatou o pedido de impeachment está preso. A ala dos desavisados e inocentes juristas torcedores não podem fazer algo por Alckmin, delatado, Serra, delatado, Anastasia, delatado, neto de Tancredo Neves, delatado, Opaaaa... esse não seria a preferência do trio de juristas torcedores? Não sou petista, jamais fui, jamais serei, jamais votei no Lula, jamais votarei, porque o PT atrapalhou este país durante anos, mas não sou imbecil.Impeachment é coisa séria, mas possível.Golpe é inconcebível !!!

Pqp futebol clube

Macaco & Papagaio (Outros)

Qual a parte que esquecem que Temer foi eleito com a chapa de DILMA e que tudo foi feito de acordo com a CF?
Essa República não se cansa de juristidiotas bem pagos que querem saquear a já depanada viúva.
Eita país de cretinos...

Pelo amor de Deus

Prætor (Outros)

É necessário criar um mecanismo processual que permita aos juízes rejeitar, com efeito de coisa julgada material, demandas notoriamente absurdas e/ou frívolas, com imposição de multa. Acesso à Justiça não pode ser abuso, até oorque isto toma o tempo de análise das demandas sérias.

Retorno de dilma

VALDOMIRO ZAGO (Contabilista)

Uma proposição inusitada, logico não poderíamos esperar que tal pedido partisse de alguém que não foi da sua ala.
Aceitarmos uma aberração como esta, seria a mesma coisa de prepararmos uma pastagem e nos tornarmos os muares da vida.

então...

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Tal aberração jurídica chamam de Estado Democrático de Direito. Viva a Constituição Federal!
E milhares de brasileiros ficam anos esperando uma Decisão do STF para casos realmente importantes...

Sejamos democráticos, vamos debater

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Antes de mais nada, congratulo o Dr. Cardozo pela peça bem redigida e fundamentada. O patrono de Dilma prova que, para um Advogado que se preza, não existe causa indefensável. Vamos aos fatos. Dilma Roussef, ex-guerrilheira, presa e torturada na ditadura militar, chegou à Presidência da República graças ao apoio de Lula, grande líder político. Seu companheiro de chapa, Michel Temer, era o candidato a vice-presidente. Para início de conversa, os três maiores partidos do Brasil na atualidade (PT, PMDB, PSDB) não têm eleitores suficientes para eleger um Presidente da República. Como a eleição, em dois turnos, será disputada, ao final, por dois partidos, é necessário coligar antes. E, dependendo das conveniências, o PMDB, considerado "o fiel da balança", alia-se ao PT ou ao PSDB, nunca apresentando candidato próprio. Vale lembrar que o PT foi criado no final da ditadura e abrigou os líderes sindicais e muitos ex-guerrilheiros. O PSDB surgiu no final da década de 1980, constituído por um grupo do PMDB que estava "insatisfeito" com o partido. E desembarcamos em 2014, no segundo turno da eleição, Dilma (PT) e Aécio (PSDB). E Michel é o vice de Dilma. Dilma ganhou a eleição por pequena margem de votos, deixando dúvidas em muitos eleitores. Estoura a Lava Jato, a Economia vai de mal a pior, o Presidente da Câmara, Eduardo Cunha, coloca em tramitação um pedido de "impeachment". Também vale lembrar que pedidos de "impeachment" são comuns desde o tempo de Collor, passando por FHC e Lula. E estes dois últimos conseguiram "barrar" o processo. Dilma, não. Resumo da ópera, Eduardo Cunha preso e condenado. Aécio investigado e afastado do Senado. Temer pego em gravação clandestina. Dilma quer voltar. Meu saudoso pai diria " Ora, vai dar !"

O retorno

O IDEÓLOGO (Outros)

A Senhora Dilma Vana Rousseff é uma economista brasileira, filiada ao Partido dos Trabalhadores, que foi eleita Presidenta do Brasil no ano de 2011, e catapultada do cargo por forças obscuras.
Os descamisados esperam o seu retorno para que melhore o Brasil.

A volta dos mortos "muito" vivos por sinal

hammer eduardo (Consultor)

A proposição é tão inacreditável que fica ate difícil acreditar que algum ser humano de posse de suas faculdades mentais tenha o topete de assinar uma bobajada deste calibre , alias , considerando-se a dupla envolvida , acredito ate no E.T de Varginha , vale tudo.
Na hipótese digna dos filmes de George Lucas de ocorrer um absurdo deste calibre , seria menos doloroso pedir ao democrata coreano Kim Jong Un que disparasse vários de seus misseis de longo alcance na direção do Brasil, assim teríamos direito ao um fim mais digno ......
Infelizmente a nossa justiça de fancaria com a sua típica velocidade de um quelônio com as patas engessadas permite que estes dois "elementos" ainda estejam a solta , isto depois de TUDO que foi apurado ate agora e mais o que ainda aguarda a vez na fila. Realmente so pode ser um deboche, principalmente por parte desta roliça senhora que se submetida a um eletroencefalograma , certamente o mesmo apresentaria uma linha reta atestando de uma vez por todas a ausência pura e simples de atividade cerebral, isto se algum dia a teve deixemos claro.
O outro é um notório pobre coitado da horda de mentirosos descarados que caracterizou a passagem dolorosa deste partido bandido pela politica brasileira. O bacana é que se acha o "máximo" em termos de conhecimento jurídico e possui uma verborragia falseta que permitiria ate que cobrisse as férias anuais do Silvio Santos no SBT. Foi destruído e desmascarado nos embates com a Dra.Janaina Paschoal e com o Mestre Miguel Reale Junior mas insiste com a certeza pessoal de tratar com um bando de muares ( já descontando os que ouvem e votam neles) . Vamos lá lava-jato , cate logo esses também !

Comentar

Comentários encerrados em 2/06/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.