Consultor Jurídico

Direitos irrenunciáveis

"Lava jato" pressiona seus reféns a desistir de HC para esconder ilegalidades

Retornar ao texto

Comentários de leitores

9 comentários

A impressão que fica ...

João B. G. dos Santos (Advogado Autônomo - Criminal)

... é a de que estes acusados de bilionários golpes contra a nação são todos uns injustiçados. Estamos precisando neste país é da introdução da teoria sistêmica do Direito e que os presos e afins tenham o tratamento legal que merecem.

Instrumentos mundiais

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

Os instrumentos de investigação e celeridade processual que agora, e, só agora chegaram aqui já são utilizado há muito nos países mais desenvolvidos, onde a apuração do crime é algo sério, e não levado com menoscabo pelo lado rico da sociedade. É hora de um processo penal simplificado, mais célere, que trabalhe com provas, que permita, sim, o agente provocador, em especial quando os alvos são agentes públicos investidos de poder, como os políticos e policiais, que dê instrumentos à investigação. Ora, se não pretendo traficar drogas, não se pretendo torturar, que mal tem alguém me convidar para essa prática? Receberá um sonoro não, agora, se tenho á índole, se já estou praticando pequenos desvios, bom que me tenham fora do poder público, não é?

Besteira...

incredulidade (Assessor Técnico)

Acordos de delação são firmados de livre e espontânea vontade, não sob tortura.
Pobres coitados, milionários e defendidos pelas bancas de advogados mais caras do país.
Se não acha vantajoso, é só não assinar ué...
Agora quer assinar acordo, receber vantagens, redução da pena, e continuar impugnando e questionando tudo?
Se quer impugnar, impugne o descumprimento do acordo.. só...
Essa história de "direitos inalienáveis" vale para ignorantes e desamparados...

Triste

Rodrigo P. Martins (Advogado Autônomo - Criminal)

Independentemente do choro livre daqueles que já abriram mãos de seus direitos, o assunto é importante e interessante.

Inclusive é tão pertinente que a própria lava-jato já se encarregou de dizer que não exigiu que o Palocci devesse abrir mão de seus HC's.

Justiça a qualquer preço não é justiça...

Mi mi mi ....

Marden Leda (Servidor)

Essa "reportagem" não tem isenção nenhuma, pois foi assinada por advogado envolvido na defesa de envolvidos na Lava Jato. E um dos principais argumentos desses causídicos é desqualificar as investigações como: tribunal de exceção, antecipação de pena, prisões ilegais e por aí vai. De modo que não há nenhuma credibilidade no que foi escrito por sua total parcialidade.

interessante!

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Não só os presos (e não reféns) na “Lava Jato”, mas todos os brasileiros também são seres humanos, portanto todos têm como irrenunciáveis o Direito a vida e a liberdade.
Ocorre que milhões de brasileiros, verdadeiros reféns, estão obrigados, sem opção de renúncia, a viverem encarcerados sob pena de ter suas vidas ceifadas quando expostos à convivência humana.
Os presos na “Lava Jato” retiraram covardemente de milhões de brasileiros o Direito de ir e vir com segurança.
A Constituição Federal e a Convenção Americana sobre Direitos Humanos não se aplicam só aos presos da “Lava Jato”.
Criminalidade não é obrigação, é opção.

Conte isso aos milhões das gerações perdidas

Ricardo Brito (Professor)

Belo texto, nos perguntemos a respeito da opinião das gerações perdidas pelos crimes praticados pelos corruptos beneficiados por estes HC que o texto defende.....precisamos de leis mais duras para o processo e crime do colarinho branco, gerações são perdidas, enquanto as leis não chegam sempre haverá bons advogados para defender os interesses destes senhores. O primeiro parlamentar preso por corrupção desde a constituição de 1988 ocorreu em 2013 (https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2013/06/26/pela-primeira-vez-stf-manda-prender-deputado-condenado.htm), ass: um simples cidadão....

Total apoio aos articulistas

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Total apoio ao Dr. Batochio e ao Dr. Fernando, pelos fundamentos apresentados.

Quem Redigiu?

Sã Chopança (Administrador)

Afinal, quem redigiu esse artigo? Tantos erros gramaticais geram desconfiança. Confiram, por exemplo, a última oração do antepenúltimo parágrafo (o terceiro, de trás para frente). Está cheio de erros de regência...

Comentar

Comentários encerrados em 29/05/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.