Consultor Jurídico

Colunas

Limite Penal

O jogo de cena da delação com pena pré-fixada

Comentários de leitores

15 comentários

Rejane...

Sã Chopança (Administrador)

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

Caro Sã Chopança

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

E a Terra é plana ?

Inconfidência: Quanta Desinformação!

Sã Chopança (Administrador)

É mesmo samba-do-crioulo-doido! Com tanta desinformação, vão acabar concluindo que não existiu Inconfidência Mineira. Os inconfidentes se reuniam onde? Na casa de Tomás e na de Cláudio Manuel. Como pode ser leal um Juiz que ouve planos de revoltosos e não toma providências? As Cartas Chilenas atacam diretamente o Governador, mas o alvo indireto é a Coroa Portuguesa (vide as referências aos pobres brasileiros explorados). A Cláudio Manuel a igreja concedeu o benefício da dúvida, além da solidariedade aos inconfidentes (havia clérigos envolvidos); as missas foram um ato político. Nos poemas, Cláudio se revela um homem sensível, incapaz de enfrentar a tormenta que o atingiu. Foi suicídio. A Coroa não tinha motivo algum para assassinar. História é história; teoria da conspiração é balela.

Sistema funcional!

Marcelo-ADV (Outros)

Instituições que funcionam são Instituições que não abusam do poder. Se há abuso, então não funcionam.

Entendendo, porém, que algumas pessoas estão acima do bem e do mal (rectius: acima da legalidade constitucional), e podem fazer o que quiser, aí sim o sistema atual seria bem funcional. Cumpre bem essa função. E, cumprindo isso, as Instituições estariam funcionando.

Pessoalmente, prefiro igualdade de todos perante a Lei, ou seja, prefiro democracia. Se alguns podem abusar, então não há igualdade, não há universalidade de princípios, não há democracia. O que há são príncipes e escravos.

Mas, é bom lembrar. Ninguém é príncipe sempre. O advogado que defende linchamentos ou abuso de poder (ou seja, defende o crime), no outro dia é linchado no fórum, humilhado, pois ninguém lê o que ele escreve, e assim, sem ler nada, decidem. E posso citar muitos outros contextos da nossa sociedade desigual.

Complexo de MacGyver

Marcelo-ADV (Outros)

Para quem ainda não fez o teste, segue o link:

http://www.conjur.com.br/2013-nov-30/diario-classe-complexo-macgyver-modelos-juiz-episodio

O inferno, para quem acredita nele, também deve funcionar bem. Pelo que eu saiba, quem entra lá não escapa jamais (talvez existam exceções, quem sabe?) e é assado pela eternidade.

Nas trevas

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Estaria o processo penal pontualmente na idade das trevas! É o que parece.

Hammer Eduardo

Observador.. (Economista)

"Saudades do ronco dos Shermann nas ruas", o senhor escreveu.

O ronco, hoje, seria dos M113, M60 (Patton) e Leopard...
Vamos torcer para que, em 2018, o Brasil não perca a chance de mudar de verdade, e não mudar apenas para tudo permanecer igual.

Não vou citar nomes

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

O autor de "Cartas Chilenas" denunciava a corrupção nas "Geraes". A Coroa portuguesa demitiu o tal governante e enviou outro. É aqui que, como se dizia antigamente "a porca torce o rabo". O novo governante veio apurar as denúncias de corrupção e interceptou o tal movimento "Inconfidência Mineira". É fato histórico que Cláudio Manuel da Costa morreu na prisão. O que não ficou provado desde aquela época é se foi suicídio ou homicídio. Por exemplo, existem registros de igrejas de que foram realizadas mais de trinta missas por intenção de sua alma. Só que não eram realizadas missas para suicidas. Outro ponto, considerando a hipótese de homicídio, é que o tal novo governante que foi enviado pela Coroa portuguesa para apurar as denúncias, na verdade, também fazia parte da quadrilha, razão pela qual Tomás Antônio Gonzaga foi "imolado". E Cláudio Manuel da Costa teria sido "queima de arquivo", pois era abastado e da quadrilha e o movimento "inconfidente" tinha o propósito de fazer as minas das "Geraes" mudarem de mãos, ou seja, o ouro seria dos "vitoriosos". Cláudio Manuel da Costa iria delatar o tal governante, mas teria sido morto na prisão antes de abrir o bico. O tal governante continuou a desfrutar da confiança da Coroa portuguesa e continuou a desviar o ouro. Depois disso, ainda serviu a Portugal em outros postos na Europa.

Aqui realmente é a Ilha da Fantasia juridica

hammer eduardo (Consultor)

O atual sistema da delação premiada , errado ou não é o que esta funcionando e em paralelo desmontando muito esqueminha de divogadio isssspertu e chicaneiro que mediante gigantescas remunerações de dinheiros via de regra suspeitos , sempre conseguiam empurrar as ações na Justiça??????????com a barriga por períodos de tempo que ate Deus duvida.
Se tirarmos a delação premiada vai sobrar o que ? NADA é a resposta. Nosso código de leis é velho , podre , ineficaz e mexido a todo tempo pela alta canalha que habita aquele presidio a ceu aberto conhecido por Brasilia. Literalmente fazem leis que se adequem não as necessidades do Brasil mas a suas próprias, vai dai este ambiente de ZONA sem controle que hoje em dia apenas um obstinado e solitário Juiz de Curitiba tenta reverter com sua brilhante equipe de Jovens Procuradores. O resto é chororô de quem deseja através dessa conversinha mole de boteco atrás do Fórum apenas continuar a imunda indústria da procrastinação infinita , nada mais , nada menos.

1964 ocorreu por uma molécula desta ZONA descontrolada que vivemos atualmente , e ainda tem gente que cata " pelo em ovo " para manter vagabundo perfumado longe das merecidas grades.

Saudades do ronco dos Shermann nas ruas....

Vieira.

Sã Chopança (Administrador)

"Feliz a nação cujo povo é ZELOSO"! (Um dos sermões de São Roque). Precisamos ter mais apreço pela coisa pública, e menos amor pelos direitos dos salafrários.

Peraí! Peraí Mesmo!

Sã Chopança (Administrador)

Quem foi o autor das "Cartas Chilenas"? Não foi o Tomás? E as "cartas" não eram fortemente subversivas? Meu Deus, que samba-do-crioulo-doido é esse?

Corrigindo

Observador.. (Economista)

Por isso ela "TEIMA" ....

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Observador.. (Economista)

Entre outros, um dos grandes males do nosso país é desconhecermos nossa história.
Por isso ela teimar em ficar repetindo.
Somos um país sem memória.E, quando ela existe, fazem questão de distorcer os fatos para que eles se encaixem em teorias e ideologias do presente.
Países que tratam sua história com mais zelo, dificilmente deixam de progredir e prosperar.

Quem garante a sociedade ?

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Só o devido processo legal, público, com ampla defesa, garante aos cidadãos a certeza de que houve o crime, as circunstâncias e a autoria. A "colaboração´pode ensejar "encenação". Conforme documentos históricos, até hoje há sérias dúvidas se Tomás Antônio Gonzaga era mesmo um dos Inconfidentes. Ele tinha em seu currículo uma vida exemplar de magistrado que efetivamente cuidava do patrimônio da Coroa portuguesa no que dizia respeito a cobrança de impostos e outros deveres. Seu delator, Joaquim Silvério dos Reis, já havia sido condenado por ele. Conforme a sua defesa no processo, não havia nenhuma prova de que Tomás Antônio Gonzaga tivesse participado de qualquer iniciativa no plano dos Inconfidentes. Toda a sua biografia demonstrava o contrário, de lealdade a Portugal. Ocorre que Portugal fica do outro lado do Oceano Atlântico e, no cotidiano da exploração do ouro, havia muitos desvios e muitos enriqueceram ilicitamente, muitos que faziam parte da Administração pública da época. Há quem diga que é o mesmo grupo que atua hoje em dia. Tomás Antônio Gonzaga não era "confiável" para aquele sistema, e a Coroa portuguesa parece que se sentiu mais segura com a prisão de vários inconfidentes e o "espetáculo" da execução de Tiradentes. A meu ver, a delação premiada deve ser revogada de nosso ordenamento. Nada substitui o devido processo legal.

Ainda Insistem?

Sã Chopança (Administrador)

Insistem em atacar a delação premiada, mesmo depois que o país inteiro já está sabendo de tudo o que os poderosos fazem debaixo dos panos? Dane-se o garantismo penal! "Menos espertezas, mais probidade", é o que os brasileiros desejam!

Comentar

Comentários encerrados em 13/05/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.