Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Em alta

Gilmar Mendes é aplaudido em lançamento de livro em São Paulo

Ao contrário do que ocorre nas redes sociais, o ministro Gilmar Mendes, em sua primeira aparição pública depois da concessão de Habeas Corpus ao ex-ministro José Dirceu, foi aplaudido no shopping Iguatemi no lançamento do livro de seu filho Francisco Schertel Mendes. A obra Compliance, Concorrência e combate à corrupção foi escrita em coautoria com Vinicius Marques de Carvalho, ex-presidente do Cade. Mais de 200 pessoas compareceram ao evento em São Paulo, nesta quarta-feira (3/5).

Petistas, antipetistas e neutros homenagearam tanto os autores do livro quanto o ministro Gilmar Mendes, que se projetou como o destaque da solenidade. Nomes de primeira grandeza como Luiz Carlos Trabuco, presidente do Bradesco; os advogados Arnoldo Wald, com seu filho Alexandre Wald; Raul Haidar; o criminalista Rogério Taffarello e Beto Vasconcelos, principal braço jurídico do governo Dilma, foram unânimes no apoio aos recentes movimentos do ministro.

Veja a galeria de fotos do evento:

Lançamento do livro Compliance, Concorrência e combate à corrupção, de Francisco Schertel Mendes e Vinicius Marques de Carvalho.
Francisco s e Vinicius , autores do livro Compliance, Concorrência e combate à corrupção, no lançamento da obra, em São Paulo.
Gilmar Mendes, Marcos Molina, Luiz Carlos Trabuco e Beto Vasconcelos
no lançamento do livro, no Shopping Iguatemi, em São Paulo.
Desembargador Fábio Prieto e advogado Ricardo Tosto no lançamento do livro Compliance, Concorrência e combate à corrupção.
Lançamento do livro Compliance, Concorrência e combate à corrupção, de Francisco Schertel Mendes e Vinicius Marques de Carvalho.

Revista Consultor Jurídico, 4 de maio de 2017, 11h15

Comentários de leitores

21 comentários

Sã Chopança

MMoré (Outros)

De qualquer maneira, reconheço que você apresentou bons argumentos. Talvez mais consistentes que os meus. Abraço.

MMoré...

Sã Chopança (Administrador)

Chega um ponto em que o debate já não rende. Termino aqui.

Rhc 138.937 pi

MMoré (Outros)

E quanto ao RHC 138.937 PI? A propósito, penso que a correlação tem de recair sobre o cerne, o núcleo, o âmago dos julgados. Pinçar livremente fragmentos das ementas e compará-los depois não me parece o caminho. É evidente que, assim, os fatos restarão descontextualizados. Em tempo: no outro caso, a comparação precisaria ser feita sob o prisma da gravidade dos delitos.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 12/05/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.