Consultor Jurídico

Notícias

Alteração no ponto

Servidor que se ausentava para exercer advocacia é condenado em SC

Comentários de leitores

4 comentários

Digno de pena

O IDEÓLOGO (Outros)

Você sabe. A sua incompetência é transparente. Nada entende e em tudo dá "pitaco". Parece ser consciente, mas não é.
Defende ideologias totalitárias, mas se apresenta como democrático.
É racista, mas defende cotas.
Defende a candidatura Lula, mas votou em Aécio, o futuro presidiário.
É contrário ao casamento, mas é polígamo.
Não gosta de gravata, mas fez todo mundo usar no casamento de sua filha.
É puxa saco de Ministro, mas critica o Judiciário e o Ministério Público.
Pensa que é um iluminado, mas vive nas trevas da ignorância.
Escreve contra Michel Foucault, mas em seu escritório mantém um exemplar do livro "A Sociedade Punitiva".
Pensa em mudar de profissão, mas não esquece os bons golpes que deu contra os clientes.
É a favor da ordem, mas prega a desordem.
Você é digno de pena, porque vive uma vida contraditória e tensa.
Assim, como o oficial de Justiça que foi condenado por ilícito.

Exatato!

Serpico Viscardi (Professor)

Provavelmente irá acontecer exatamente o que o Leandro comentou! O Sistema brasileiro é uma piada.

E pior, não se tem notícia de perda do cargo! Será que manteve. Meu Deus!

Oficial bizarro

Macaco & Papagaio (Outros)

É bizarramente sem nexo e tortuoso o raciocínio do comentarista de antão, que, aliás, oficial não pode ser com sua pária argumentação senão um frustradamente oficioso.

Condenação simbólica

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

De forma bizarramente contraditória o Supremo vem decidindo que a execução de pena restritiva de direitos depende do trânsito em julgado da condenação, ou seja, do esgotamento de absolutamente todos os recursos.
.
Ou seja, este belo exemplo de servidor irá interpor RE/RESP e ficará alegremente esperando a prescrição retroativa, a qual acontece até em crimes graves, o que dirá diante de uma pena baixinha dessas.

Comentar

Comentários encerrados em 27/06/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.