Consultor Jurídico

Conjunto de elementos

Moro nega embargos de Lula e diz que notícia sobre triplex tem valor de prova

Retornar ao texto

Comentários de leitores

10 comentários

O Torquemada Moro

Raimundo Boaventura Santana de Deus (Estudante de Direito - Civil)

Causa-me espécie os "torcedores" do caos e do estado policial. Com conhecimento jurídico, seria má-fé, sem esse pressuposto, nada mais que ignorância.
Aqui não se quer defender aprioristicamente o ex mandatário, trata-se, tão somente, de obedecer as leis vigentes.
Ora, se querem condená-lo sem provas, pelo menos mudem as leis, julgar contrário à lei é, antes de tudo, um atentado ao estado democrático de direito.
Se juízes, promotores e delegados querem ser legisladores, gestores públicos ou animadores de auditório, que o sejam, basta que lancem mão da descompatibilização (larguem o osso!) e assumam tais funções. Por sinal bem lucrativa, que o diga os doutos palestrantes lavajatenses.
Pimenta nos olhos dos outros... Arde, e muito!

Engraçado

João Ricardo 1 (Outros)

como existem muitos capachos do lulopetismo até mesmo no mundo jurídico, no qual se exige o mínimo conhecimento de legislação.
dá quase vergonha alheia, sqn...

Se baseia em noticiário d'O Globo

Fernando Lira (Outros - Internet e Tecnologia)

Da mesma Globo condenada a pagar mais de 1 milhão em indenização aos donos da Escola Base?

Exdrúxulo

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Então ele já está condenado pelo conjunto de notícias sobre ele e a mulher. Interessante a outra comparação de direito imobiliário com direito bancário. Em um caso ele matou a mulher do acusado, no outro, soltou a mulher do acusado. É muita banana para essa republiqueta! E o iter criminis vai para a galera.

agora aguenta moro! na próxima...

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Depois do inocente condenado ter novamente atacado Moro e o relator da reforma política na Câmara, deputado Vicente Cândido (PT-SP), querer incluir um dispositivo para impedir que candidatos sejam presos até oito meses antes das eleições, na próxima condenação os "adevogados" não terão tempo para opor Embargos de Declaração, mas sim, estarão ocupados com a elaboração do sem sucesso "habeas corpus". Isto se já não tiverem uma peça já pronta.

Dá-lhe Moro!

Palpiteiro da web (Investigador)

A decisão de Moro foi omissa em deixar de aplicar a multa à defesa do Molusco por apresentar ED meramente PROTELATÓRIO.
No mais, irretorquível a decisão.

LULA

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Ele fez tudo aquilo que os outros presidentes da república da bananeira também realizaram, de forma mais intensa.
Como é nordestino, sem cultura, e veio da base da pirâmide social, a elite não o aceitou, e o quer na cadeia. Idêntica situação ocorreu com o valoroso prefeito Celso Pitta, perseguido pela elite paulistana, que não aceitou um afro-brasileiro no comando da maior cidade da América do Sul.
Lembro aos membros da elite.
Já estamos com uma epidemia de crimes, sendo que, aqueles de ordem financeira, são praticados pelos seus filhos.
Os crimes com violência são perpetrados pelos desguarnecidos de dignidade e se proliferam em uma equação exponencial.

Não deixou pedra sobre pedra!

Marcelino Carvalho (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

A decisão do magistrado nos ED do réu foi precisa, clara e contundente. Nenhum dos pontos levantados pela defesa revela a real existência de qualquer omissão, contradição ou obscuridade na sentença. Na verdade, os pontos levantados devem - caso a defesa assim prefira - ser apresentados na Apelação. Quanto a questão da matéria de jornal, o magistrado já havia deixado claro na sentença que ela apenas corrobora o que as outras provas já revelavam, ou seja, que o triplex era, sim, destinado ao ex-presidente Lula e isso era amplamente divulgado, na grande imprensa, desde o ano de 2010.

Reportagens de O Globo são provas!

ju2 (Funcionário público)

SENSACIONAL! Além de ser um "gênio" do direito pós-moderno, Sérgio Moro também entende T-U-D-O de jornalismo, principalmente de "fake news"!

Fundamentos intransponíveis

RODRIGO.ADV. (Advogado Assalariado - Civil)

Lula, consoante os fundamentos irretoquíveis das decisões do juiz Moro, pode começar a rezar.

Comentar

Comentários encerrados em 26/07/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.