Consultor Jurídico

Notícias

Aposentadoria eletrônica

Turma Nacional dos juizados especiais federais troca PJe pelo eproc

Comentários de leitores

16 comentários

e o advogado?

Brunowjr (Advogado Autônomo - Civil)

Mais uma vez fica patente a preocupação do judiciário com o advogado... Estava contando hoje, lido atualmente com 8 sistemas diferentes!

Rogério Brodbeck (Advogado Autônomo - Civil)

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Rogério Brodbeck (Advogado Autônomo - Civil)
.
Sabe porque o sistema de peticionamento eletrônico do TJRJ, que é um monstrengo inoperante, está em uso? Pois alguém deve estar levando $$$$$$ para manter ativo aquele absurdo.
.
Aliás, o que neste país, ligado ao setor público (ainda mais envolvendo valores elevados de implementação do PJ-e no TJRJ), não anda ás margens da lei?
.
No caso do TJRJ, deveria o CNJ intervir e suspender quem autorizou o uso daquele treco chamado PJ-e.

E proc é o melhor

Rogério Brodbeck (Advogado Autônomo - Civil)

O e-proc é omelhor sistema do país a julgar pelos comentários feitos por colegas que usam outros de outras Justiças país afora. E o TRF4 ofereceu o produto de graça ao CNJ para implantá-lo em todas as Justiças e instâncias nacionais. E o Conselho recusou... não pode dar certo mesmo, eita paisinho ruim esse...

Jailton augusto fernandes ()

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

JAILTON AUGUSTO FERNANDES ()
.
Na minha opinião, o sistema PJ-e do Tribunal de Justiça do RJé um caso de "polícia".
.
É inacreditável que alguém possa ter a ideia de implantá-lo.
.
Se sou advogado no RJ entro com representação no CNJ.
.
O TJRJ é hilário e irresponsável por implantar o tal PJ-e ineficiente e mais complicado do que declarar imposto de renda em mandarim.

Graças a Deus

Rafael Pedro (Advogado Autárquico)

O Eproc do TRF4 não é uma maravilha. Mas é o paraíso na Terra se comparado ao PJE. O PJE é o pior sistema que existe, inclusive de comparado com trâmite de processos físicos, em papel.

Iludido Advogado autônomo

Iludido (Advogado Autônomo - Civil)

Tudo isso é muito bom. Seja Java ou Visual Basic. Seja C++ ou html. Ou até Html.net ou oxalá CSS. Se tiver dúvida, o Tribunal tem gente para tirar sua dúvida na movimentação processual do seu pedido e até máquina da infortrônica. Mas, o que não pode haver MESMO, é o que tem ocorrido nos JESPs. Sentenças erradas por falta de leitura dos autos e atropelamentos processuais por excessos de celeridades. Pois, todos sabemos que a justiça hoje está mercantilizada tanto nas ações, como nos RECURSOS pelos custos e despesas, como nas verbas profissionais que atingem a TODOS de preferência aos pobres ou médios. Você só vai saber disso, na horas que chegar a sua vez. ( na prática) PENSE NISSO!

eProc para justiça estadual

Hilton Daniel Gil (Advogado Autônomo - Civil)

Já tive oportunidade de trabalhar com os sistema Projudi (Paraná), ESAJ (SC), eThemis (RS), eproc (RS), PJeJT (RS). Embora o Projudi e ESAJ não sejam sistemas ruins ou pouco intuitivos ao meu ver "perdem" para o eProc por serem dependentes da tecnologia java que é uma maldição (tanto que foi banida dos navegadores atuais) tornando a navegação problemática. o eProc embora também possa ser acessado por meio de Certificado Digital, que até onde tenho conhecimento exige a porcaria do Java, permite também que seja procedido o cadastro pessoal, permitindo seu uso com o bom e velho (login + senha) dispensando uso de plugins obsoletos e problemáticos, podendo ser usando em qualquer sistema operacional com um navegador atualizado (Windows, MacOS, Linux, BSD, Android, iOS). Evidente que seria melhor conseguir fazer o uso do certificado digital sempre, mas desde que se consiga com a mesma abrangência e facilidade do login + senha. Se o processo eletrônico estadual aqui no RS adotasse o eProc seria infinitamente melhor. E claro, sempre lembrando que não haveria custo para licenciamento de software o que gera economia para os cofres públicos.

A Verdade triunfará!

L.F.V., LL.M (Advogado Assalariado - Tributária)

Enfim! Os colegas que não militam na Justiça Federal da região sul quiçá desconheçam-no - daí os justificados elogios ao e-SAJ, também um bom sistema, todavia inferior -, mas logo hão de apreciar o eProc do TRF4. È o ambiente mais estável, intuitivo, simples e seguro jamais desenvolvido para a informatização do Judiciário. O oposto (como mencionado) ao PJe, incerto e complexo ao absurdo de serem necessárias verdadeiras pós-graduações para habilitar procuradores e serventuários a (mal e porcamente) operá-lo, convertendo um meio em fim e um facilitador em obstáculo.
.
Oxalá outras cortes sigam o exemplo e o CNJ, que sabe lá Deus por que insiste em bater cabeça em prol da ineficiência e desprezar aquilo que funciona, seja forçado a curvar-se para o bem da jurisdição.

Sistemas já prontos

Alexandre Zanetti Fonseca (Advogado Autônomo)

Nunca entendi o por que desenvolveram esse PJE e não utilizaram um dos tantos sistemas que existem nos Tribunais ( Ex. TRF4, TJ PR etc...) que já são ótimos e testados há anos.

Resolveram fazer algo novo e pior. Na política do Brasil pouco se preza pela continuidade do que é bom, e no Judiciário também ao parece se aplicou essa infeliz regra.

O do TJRJ é o pior de todos?

JAILTON AUGUSTO FERNANDES ()

Carlos (Advogado Sócio de Escritório), essa semana fiquei dois dias tentando e não consegui protocolar uma mera petição no PJ-e do TJRJ.
O sistema é a maior violência que já vi contra os advogados. Sequer é possível baixar os autos na íntegra, como no sistema apolo da JFRJ. Exige inúmeros procedimentos para o protocolo, diferente do Apolo, em que bastam poucos cliques.
Não sei como a OAB, DPE, MP, e PGE não se rebelam contra esse sistema. Ele é impraticável.
A informatização veio para facilitar. Quando ela vira um óbice ao acesso à justiça é porque tem algo muito errado.

TN juizados especiais federais troca PJe pelo eproc

Renato Adv. (Advogado Autônomo - Civil)

O sistema SAJ do TJSP e dos demais estados que o usam, é excelente, o melhor de todos, esse sistema, creio devesse ser adotado e unificado em todos os tribunais.
A propósito, o sistema da justiça do trabalho TRT15, funciona, mas é muito complicado, deveria ser sistema SAJ também, urgente.

e-Proc do TRF4

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Simples e funcional. Pode ser acessado pelos navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox e Internet Explorer e, mesmo que não recomendado, Opera e até no PJe.
Deveria ser adotado por todo o Judiciário!

Aleluia

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Enfim, vão aos poucos percebendo que o monstrengo PJE é um horror.
.
O sistema SAJ do TJSP é excelente. Funciona de forma intuitiva e prática. Desenvolvido pela Softplan.
.
Pior que o PJE, só o sistema arcaico utilizado pelo TJRJ. Lá no TJRJ tem até suporte telefônico para preencher a guia de custas judiciais.
.
O PJE é tão ruim que nem o suporte consegue dar suporte. Abrem um chamado que ninguém responde.
.
Espera-se que outros tribunais extinguem o péssimo PJE. Os advogados agradecem.

Resolução CNJ Nº 91 de 29/09/2009

MuriloB (Outros)

"Art. 1º Aprovar o Modelo de Requisitos para Sistemas Informatizados de Gestão de Processos e Documentos do Poder Judiciário - MoReq-Jus.

Art. 3.º Os sistemas legados que ora servem às atividades judiciárias e administrativas do Conselho e dos órgãos integrantes do Poder Judiciário deverão aderir ao MoReq-Jus, conforme o seguinte cronograma:

I - adesão aos requisitos de "organização dos documentos institucionais: plano de classificação e manutenção de documentos" (capítulo 2), "preservação" (capítulo 5) e "segurança" (capítulo 6) "avaliação e destinação" (capítulo 8), até dezembro de 2012;

II - adesão aos demais requisitos até dezembro de 2014."

E-Proc do TRF4

Advogado - Direito Privado (Advogado Assalariado - Civil)

Dou meu testemunho: o E-Proc do TRF4 é de longe o melhor sistema processual eletrônico. Muito superior ao PJ-E e muito superior ao adotado pelo TJRS. O layout é melhor, assim como todas as configurações.

EProc

andreluizg (Advogado Autônomo - Tributária)

EProc é de longe o sistema mais estável, eficiente e intuitivo. Na contramão está o PJe, complexo, com necessidade de muitos cliques para terminar procedimentos, dificuldade de visualização dos arquivos, uploads e cadastros complicados e lentos...

Comentar

Comentários encerrados em 12/07/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.