Consultor Jurídico

Entrevistas

Big Brother Penal

"Quebrar sigilo de comunicação em investigações virou fetiche de autoridades"

Comentários de leitores

8 comentários

Lastimável!

Serpico Viscardi (Professor)

O termo defensor de bandidos deve ser evitado, pois indica uma visão preconceituosa de um profissional que exerce um trabalho importante (advogados criminais).

Contudo, devaneios como os apresentados na entrevista, só vem reforçar a ideia de defensor de bandido, vale dizer, pessoa que, sem escrúpulos, busca facilitar seu trabalho de soltar criminosos e dificultar o de quem trabalha para prender criminosos.

Desde quando, movimentar a sociedade na busca de mudanças legislativas - a exemplo das 10 medidas contra a corrupção - é algo a ser questionável, tão somente por ter a participação do MPF??? E o entrevistado insiste em falar em democracia, na exata medida em que expõe diversas ideias preconceituosas e antidemocráticas.

Em suma, aderindo ao discurso fácil do garantismo (no caso deturpado), acaba por reforçar o esteriótipo de defensor de bandido, infelizmente.

Ninguém mais aguenta essa balela

Holyr (Advogado Autônomo - Tributária)

Ta todo mundo de saco cheio dessa baboseira garantista que assolou o Brasil. Gente de bem quer ver bandido sendo punido! Aliás, o que o "nobre" articulista quer: um benefício de ordem das provas a serem produzidas? Quer que o bandido ganhe tempo enquanto as autoridades perdem muito mais tempo com linhas de investigação inúteis? Tenha santa paciência! O Brasil virou uma bagunça por esse tipo de gente!!

Que tolice!

Gilberto Serodio Silva (Bacharel - Civil)

Atenção Dr ex presidente da AASP estamos no Século XXI na Aldeia Global antevista por Marshal Macluhan em seu famoso livro os Meios de Comunicação como extensão do Homem. Os métodos de Sherlock Holmes estão quase todos obsoletos ainda que a Polícia Civil continue selecionando e mantenha o cargo de Papiloscopista na era da Biometria pelo DNA. Já ouviu falar da NSA? Como será que a PGR, MPF e PF investigaram milhões de documentos eletrônicos, áudio e voz em tão pouco tempo? O Mensalão levou 9 anos em instrução no STF usando pessoas e papel. Sugiro abordar as invasões de privacidade e sigilo de telecomunicações por empresas que prestam serviços dessa natureza sem autorização judicial, entre elas a mídia. Não tenho preocupação ou medo da Polícia, MP ou Justiça, tenho medo dessa gente abusada que não respeita a lei e as pessoas em busca de atingir objetivos criminosos.
Pesquisa no Google: ECHELON, SIVAN, FHC (sempre ele!) Air Bus Arábia Saudita e Wall Street Journal, depois pede para dar outra entrevista.

Fetiche?

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

Zé preso em Campo Grande envia via aplicativo whatsapp mensagem para Né na Cidade de SP oferecendo 1 t de maconha, Né por sua vez, envia mensagem para Bó em Bela Vista contratando para transporte da droga, Bó concorda e envia mensagem para XI em SP marcando o encontro da droga e a forma de pagamento, Lá mulher de Né informa via mensagem a forma de pagamento. Pergunto ao nobre advogado, qual outra forma de investigação para materializar a investigação? intimando os investigados? A tecnologia virou fetiche, mas da bandidagem e é normal que a polícia lance mão da quebra de sigilo para materializar e individualizar a conduta de cada um no crime. Aquela criminalidade que se reunia em bar, onde a gente mandava um investigador disfarçado tomar uma cerveja para ouvir tudo e prender ao final, que chegava na DP eram moídos no pau e entregavam a res furtiva não existe mais. Os crimes são com bases em dados tecnológicos. Os criminosos praticam ações de inteligência e contrainteligência e nós, ora, nós vamos juntos. Atente-se para infiltração eletrônica, que despertará outro chororô.

Bela entrevista!

toron (Advogado Sócio de Escritório)

Não concordo com tudo, mas não se pode deixar de reconhecer a profundidade e a sensatez do grande advogado e líder da classe, Leo Sica.
Parabéns!
Toron

Sábias palavras

Rvbpinto (Advogado Sócio de Escritório)

Ótima entrevista!

advs deveriam ser proibidos de candidatar, assim como juizes

daniel (Outros - Administrativa)

advs deveriam ser proibidos de candidatar, assim como os juizes e promotores, assim haveria "paridade de armas", como querem, mas na elaboração de leis.... Atualmente, leis que não interessam à advocacia criminal não são aprovadas em razão do forte lobby da defesa....

Um advogado

O IDEÓLOGO (Outros)

Um advogado defendendo os interesses da grei... um dos países com maior grau de corrupção e o nobre causídico defende menor rigor estatal na apuração dos ilícitos...os advogados não estão preparados para atuarem em um regime de aplicação da lei, no qual as prescrições, nulidades e habeas corpus não são transformados em polpudos honorários...Vade retro advogados criminais...voltem para o seu mundinho do dever ser, no qual todos os meliantes são livres para a prática de crimes.

Comentar

Comentários encerrados em 6/02/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.