Consultor Jurídico

Literatura no cárcere

Crime e Castigo, de Dostoiévski, é um dos livros mais lidos em presídios federais

Retornar ao texto

Comentários de leitores

4 comentários

"em vez de ficarem lendo livros de comunistas"

Kleber Morais (Funcionário público)

Esse é o argumento de um verdadeiro "JÊNIO", kkkkkk

É bom sim que presos conheçam a diversidade cultural através dos livros. Dessa forma eles aumentam seu conhecimento e isso ajuda na ressocialização. Claro que não são todos que se interessam e muitos que se interessam é com intenção da remissão da pena. Mas, a iniciativa é válida.

Prisioneiros

Tomaz de Aquino P. Rodrigues (Advogado Autônomo - Criminal)

o detento alem do cumprimento da pena deveria também trabalhar para manutenção de sua estadia na cadeia e reparar o dano causado a vitima.

prender para ler..... só no Brasil mesmo...

daniel (Outros - Administrativa)

deveriam é trabalhar para indenizar as vitimas.... em vez de ficarem lendo livros de comunistas

Prisioneiros

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Enquanto nos USA os prisioneiros são, em sua maioria, intelectuais, aqui estão os nossos "rebeldes primitivos" estão começando a trilhar a linha da cultura.

Comentar

Comentários encerrados em 23/02/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.