Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

iludido advogado autônomo

Iludido (Advogado Autônomo - Civil)

Não é bem assim. Você acha que uma cabeça como a do Dirceuzinho e seus asseclas, ( + 60) suportam recuperação via cadeia com tratamento recuperatívo, mesmo num Estado que apesara de descoberto via exploração, respeita o seu povo! Agora, imagina um criminoso novo sendo condenado a passar um tempo na cadeia e outro incentivado em cursos de incentivo à cultura! É bem mais fácil. Porém, como você não tem autorização para consertar o mundo, haverá sim, uma melhoria de vida para os contrários à medida que os dirceuzinhos e seus asseclas incuráveis, forem morrendo e assim estará cumprindo as escrituras através das mortes naturais. Os surgentes já estarão sendo recuperados com menos cadeias. MAS TODA REGRA TEM EXCEÇÃO. Muitos nascerão Dirceuzinhos e só o tempo vai resolvendo com o lado da recuperação se houver a participação do estado que eu duvido haver.

Tudo não... só 99,9% do caos

adv__wgealh (Advogado Autônomo - Ambiental)

A cadeia resolveria se tivéssemos um judiciário sem corrupção, muitas varas comandadas pelo crime organizado (veja as reportagens da globo, sbt, record e outras); PUNIR ESTÁ COMEÇANDO A SER COISA DE CIDADÃO! PELA OMISSÃO do apequenado judiciário, na esteira de uma policia que não investiga, sem uma forte estrutura de Inteligência, sem técnicas apuradas...
A cadeia não resolve todos os problemas porque a imensa maioria dos problemas estão no arrastão da falta de educação de qualidade (OPÇÃO PELA IDEOLOGIA DE GENERO, EMBURRECIMENTO PROGRAMADO, QUANTO PIOR MELHOR PARA o império do norte), falta de oportunidade de trabalho (sem profissionalização) consumo alto de tóxicos reduz o preço que aumenta o consumo...
O BRasil precisa urgente mudar a ideologia de genero para uma ideologia de Pátria Amada, séria, educativa e inclusiva, um Judiciário amadurecido e limpo de canalhas, Familia estimulada e amparada pelo Estado, e alguns outros quesitos.

Mais do mesmo

_Eduardo_ (Outro)

Que cadeia não resolve tudo é evidente. No entanto, a prática de crimes graves é rotineira. Ainda que liberássemos todos os condenados ou presos preventivamente por crimes menores, ou mesmo por tráfico, ainda assim, se houvesse efetiva investigação e aprisionamento de todos que se encontram nas cifras negras, ia faltar lugar para colocar todo mundo. Quantos homicídios, estupros, roubos, além de todos os crimes de colarinho branco, que são graves, que passam ao largo do sistema de justiça. Vivemos em um país que se comete muito crime e uma das consequências é o aprisionamento.

Desembargador

O IDEÓLOGO (Cartorário)

O Desembargador Carlos H. Abrão é um gigante no Direito Comercial, mas um anão em Direito Penal.

Comentar

Comentários encerrados em 27/12/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.