Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Assistência não profissional

Advogados são condenados por envolvimento com organização criminosa

O juiz Gabriel Medeiros, da 1ª Vara de Presidente Venceslau (SP), condenou sete advogados por envolvimento com organização criminosa. Eles receberam penas que variam entre 5 e 11 anos de reclusão.

Segundo o Ministério Público, os advogados integravam uma rede que atuava em favor de uma organização criminosa, prestando assistência a familiares e a detentos, com o uso de dinheiro de origem ilícita.

Apesar de não terem sido condenados por lavagem, os advogados foram "advertidos" pelo juiz, segundo quem os defensores deveriam saber que seus honorários eram pagos com dinheiro sujo.

“O que se tem no caso em julgamento, longe está de ser uma relação entre cliente e advogado, e sim uma relação entre advogados e organização criminosa, ficando aqueles à disposição desta. Se é verdade que não precisa o profissional liberal, dentre eles advogados, saber da origem do dinheiro que lhe remunera, por outro lado mostra-se notório que não possui a facção origem lícita de recursos e não se mostra crível aceitar a tese de que os réus, no presente caso, não sabiam desta fonte promíscua de recursos financeiros da organização por eles integrada”, apontou Medeiros.

A denúncia decorreu de investigações que ficaram conhecidas como operação ethos. Outros advogados também já foram condenados pelo mesmo crime. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-SP.

Processo 0000762-32.2017.8.26.0483

Revista Consultor Jurídico, 3 de dezembro de 2017, 12h28

Comentários de leitores

3 comentários

Faltou dizer ...

Barchilón, R H (Advogado Autônomo - Civil)

Tá muito mal explicada essa história...

Injustiça - direito penal

Letícia23 (Outros)

Eu gostaria de saber, se advogados que atuam na área Penal ou qualquer outra tem que se preocupar com a origem do dinheiro a qual recebem seus honorários? Na minha singela concepção o dinheiro que ronda a vida do criminoso em (hospitais, farmácias, supermecados, e inclusive atendimento jurídico) é oriundo do crime. De sorte temos as instâncias superiores para desfazer esses devaneios de "juizinhos" de 1ª Instância e principalmente de comarcas pequenas e obscuras que correm atrás de deflagar grandes operações afim de aparecer na mídia. Deste processo fato criminoso algum restou comprovado e no entanto estão aí sentenciados advogados absolutamente primários com suas penas majoradas em cálculos absurdos na nossa Lei Penal maior brasileira que é a base do ACHISMO.

Bem feito!

Palpiteiro da web (Investigador)

Bem feito! Só faltou serem EXPULSOS DA OAB.

Comentários encerrados em 11/12/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.