Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Delação de Silval Barbosa

Fux autoriza investigação para apurar pagamento de propinas em Mato Grosso

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, autorizou nesta sexta-feira (25/8) a abertura de investigação para apurar pagamento de propina em Mato Grosso. A investigação toma como base a delação do ex-governador do estado Silval Barbosa. Fux também determinou o levantamento do sigilo dos autos.

Silval Barbosa foi governador de MT entre 2010 e 2014 e vice do atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi.
Reprodução

O pedido de investigação foi feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Um dos citados na delação é o ministro da Agricultura, Blairo Maggi. Janot afirma que o político, enquanto governador do estado — Silval foi seu vice —,"exercia incontestavelmente a função de liderança mais proeminente na organização criminosa".

A investigação foi autorizada no dia seguinte ao vazamento de vídeos feitos pelo governador nos quais políticos aparecem recebendo dinheiro vivo na sede da administração estadual.

Foram flagrados nas imagens os prefeitos de Cuiabá e Juara, Emanuel Pinheiro (PMDB) e Luciane Bezerra (PSB), respectivamente; o deputado federal Ezequiel Fonseca (PP) e os ex-deputados estaduais Hermínio Barreto (PR) e Alexandre César (PT).

Clique aqui para ler a decisão.
Pet 7.085

Clique aqui, aqui, aqui e aqui para acessar a delação premiada de Silval Barbosa.

*Notícia alterada às 17h17 do dia 25 de agosto de 2017 para inclusão e supressão de informações.

Revista Consultor Jurídico, 25 de agosto de 2017, 16h37

Comentários de leitores

1 comentário

Brazil

O IDEÓLOGO (Outros)

Uma nação de corruptos, insuscetíveis de viverem em uma sociedade civilizada.

Comentários encerrados em 02/09/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.