Consultor Jurídico

Interesse pessoal

TJ-SP não pagará para juiz fazer curso em faculdade mal avaliada nos EUA

Retornar ao texto

Comentários de leitores

4 comentários

Podres poderes....

Anna Martha (Advogado Autônomo - Família)

Podres poderes, que falta de formação ética, pessoal e profissional. Abusam e se enganam , não se contentam com o que podem fazer por aqui, o aprimoramento tem que ser , necessariamente, fora do país para associar lazer e um certificado qualquer. Os juízes e desembargadores merecem uma operação Lava Jato, devassa nos acréscimos absurdos, cooperativas, descontos e parcerias. Planos de saúde, empréstimos e juros no chão, afinal estão acima do bem e do mal. Se você tem acesso a informações relativas a esses cidadãos mal formados , denuncie, acompanhe os desmandos, não se acovarde diante dessa que tem que ser a próxima investigação para afastar e punir, a reforma do Judiciário. Lembram-se do Presidente do Tribunal que achava normal uma verba para compra de terno em Miami ? Eu me recordo e onde for possível lembrar dessa absurda teoria eu reavivo a memória dos advogados , não percam de vista o autor dessa pérola.

Uma vergonha

Ade Vogado (Advogado Autônomo - Tributária)

Juiz brasileiro é uma vergonha.

Universidade notre dame

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Uma amiga fez pós na referida Universidade, situada no Estado de Indiana, nos USA. Um bom ambiente.

Improbidade administrativa

Ulysses (Professor Universitário)

Os que foram aos EUA tem de responder por imorobidade. Isso virou uma grande picaretagem. Quando alguém vai a Lisboa ou Coimbra só encontra alunos brasileiros, pagos pelo dinheiro público. Alguém tem alguma justificativa para um juiz ou promotor ou defensor estudar as custas do povo no exterior? Um dia bastilha cai e essa farra termina. Vergonha.

Comentar

Comentários encerrados em 11/08/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.