Consultor Jurídico

"Direito da malandragem"

Trabalho da PGR tem apoio de "cidadãos de bem", diz Rodrigo Janot

Retornar ao texto

Comentários de leitores

6 comentários

Os estudos

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Pensei que o Serpico Viscardi (Professor) já tivesse lido todos os estudos sobre o tema, mas como parece não ser o caso aí vai:

https://nacoesunidas.org/brasil-violencia-pobreza-e-criminalizacao-ainda-tem-cor-diz-relatora-da-onu-sobre-minorias/

http://brasil.estadao.com.br/noticias/geral,onu-denuncia-impunidade-em-crimes-cometidos-pela-policia,10000019846

http://hojeemdia.com.br/primeiro-plano/impunidade-%C3%A9-a-regra-no-brasil-avalia-onu-sobre-a-viol%C3%AAncia-policial-no-pa%C3%ADs-1.358467

Por outro lado, ele demonstra ter realizado um minucioso estudo sobre minha pessoa, ao final concluindo que aqui estou manifestando a minha opinião tomando por base os embates travados com o membros do Ministério Público no exercício da advocacia, sem no entanto demonstrar como ele chegou a essa conclusão, certamente manifestada após ele analisar detidamente denúncias, defesas e decisões proferidas. Ao que parece, "estudo" não é o forte dele, muito embora se identifique como professor. Deve ser mais um bajulador do MP, possivelmente em troca de omissão nas investigações em face a ele próprio, tal como milhões de outros aqui na desventurada terra da bananeira.

MAP

Serpico Viscardi (Professor)

E qual o estudo que o MAP traz pra nós para justificar o que ele diz!

Além de falar coisas sem sentido, sendo motivo de piadas no CONJUR, ainda ofende outros comentaristas. Lamentável.

No mais, puro despeito, puro rancor por já ter sido denunciado pelo MP.

Parabéns ao MPF! Faz um ótimo trabalho, apesar da pequena estrutura e dos péssimos instrumentos colocados a sua disposição (sobretudo as leis demasiadamente protetoras de bandidos).

O promotores/procuradores estão longe de serem os paladinos da justiça, mas integram uma das poucas instituições no Brasil que vale o imposto que as sustenta.

MAP

Serpico Viscardi (Professor)

E qual o estudo que o MAP traz pra nós para justificar o que ele diz!

Além de falar coisas sem sentido, sendo motivo de piadas no CONJUR, ainda ofende outros comentaristas. Lamentável.

No mais, puro despeito, puro rancor por já ter sido denunciado pelo MP.

Parabéns ao MPF! Faz um ótimo trabalho, apesar da pequena estrutura e dos péssimos instrumentos colocados a sua disposição (sobretudo as leis demasiadamente protetoras de bandidos).

O promotores/procuradores estão longe de serem os paladinos da justiça, mas integram uma das poucas instituições no Brasil que vale o imposto que as sustenta.

Fanatismo

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

O comentarista Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista), infelizmente, não apresenta nenhum estudo demonstrando que aqueles que discordam da atuação do Parquet Federal pode ser considerado como bandido ou criminoso. Por outro lado, o mesmo comentarista parece ignorar que paralelamente ao altíssimo custo e ausência completa de participação popular no MP, nós temos uma atuação pífia do referido Órgão quando se trata de crimes graves previsto no Código Penal, como assassinato, latrocínio, estupro e diversos outros crimes contra a vida. Assim, parece-me que o fanatismo, tão em voga no momento, parece ter regido o teor do comentário.

Somente bandidos

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Somente bandidos ou protetores de bandidos não aprovariam o trabalho do MPF, com algumas ressalvas, diga-se de passagem!

Repetição do modelo

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

São os mesmos argumentos utilizados por Adolf Hitler para suplantar as leis vigentes na Alemanha pós-guerra e, com o "apoio dos cidadãos de bem", ceifar a vida de milhões de pessoas e destruir um continente inteiro.

Comentar

Comentários encerrados em 10/08/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.