Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Phyllanthus carmenluciae

Nova espécie de planta é batizada em homenagem à ministra Cármen Lúcia

A ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, foi homenageada de uma maneira inusitada: seu nome foi usado para batizar uma nova espécie de planta.

Descoberta pela pesquisadora Rayane de Tasso Moreira Ribeiro, doutora em Botânica pela Universidade Federal Rural de Pernambuco, a Phyllanthus carmenluciae é uma nova espécie do gênero Phyllanthus, o mesmo das ervas conhecidas como quebra-pedra, usadas para fazer chá. A descoberta foi divulgada no dia 21 de abril na revista científica Phytotaxa, da Nova Zelândia.

Rayane Ribeiro explica que decidiu homenagear a presidente do Supremo “por seu exemplo de mulher, acadêmica e jurista, destacando-se por sua visão humana e progressista do Direito".

O texto em que Rayane divulgou sua descoberta para o mundo foi intitulado, em tradução livre, Phyllantus carmenluciae, uma espécie suprema de Phyllantus do Brasil. O adjetivo “suprema” se aplica tanto à Suprema Corte quanto à ministra, segundo a pesquisadora.

A planta, até agora, só foi encontrada na Serra de Baturité, no Ceará, a 700 metros de altitude, em mata úmida.

Revista Consultor Jurídico, 26 de abril de 2017, 7h10

Comentários de leitores

2 comentários

Uma "planta" que batiza outra planta

O Trovador (Outros)

Essa Cármen Lúcia até agora fingiu demonstrar pulso firme naquela instituição partidarizada que legisla no lugar do Congresso!
Continuará dizendo amém a quem realmente manda e desmanda naquela corte, principalmente o quarteto mágico: Barroso (soberbo), Lewandowisk (traíra), Toffoli (astuto) e Gilmar Mendes (dissimulado)!
Nada mais justo uma "planta" homenagear outra!

Sinuosa

O IDEÓLOGO (Outros)

Sinuosa a planta...

Comentários encerrados em 04/05/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.