Consultor Jurídico

Comentários de leitores

6 comentários

Típico

André Oliveira S (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Texto típico da esquerda falida, senão vejamos:
- uso na "novilíngua" esquerdista, faltando apenas alguns termos como "ocupação"; "sororidade"; "apropriação cultural", entre outros;
- afirma que o PT errou, mas apenas por ser omisso ao não impedir a política de destruição de direitos sociais iniciada pelo FHC, mesmo após 14 anos de governo. Como se fosse apenas isso que o PT fez de errado (francamente, isso é brincar com a inteligência do leitor);
- a citação de diversos dados pra fortalecer o argumento, sem citar qualquer fonte ou número concreto, por exemplo:
1. metade das reclamatórias em POA envolve terceirizados e a grande maioria dessas não aparece em audiência, ou aparece para dizer que encerrou atividades. De onde são esses dados? Qual a porcentagem?
2. Os acidentes e doenças de trabalho ocorrem com muita mais frequência com terceirizados. Qual a fonte disso? Que frequência é essa?
3. A terceirização acarreta na redução do consumo, na piora da qualidade de produtos e serviços. De onde vem essa informação? Reduz quanto? Piora porque?

Enfim, as vezes cansa de ler esse tipo de coisa. Por mais legítima que seja a discussão, francamente, um artigo desse tipo só atrapalha aqueles que possuem razões verdadeiras para levantar contra a Lei da Terceirização. Bastou misturar essa tática da esquerda falida com os poucos argumentos factíveis contra essa nova norma para tirar qualquer crédito destes.

Parabéns à Autora! Para mim, que sou a favor da nova lei, esse artigo só ajudou.

Artigo medonho...

Marcelo Augusto Pedromônico (Advogado Associado a Escritório - Empresarial)

... de bom!
Não entendo como alguém pode se intitular "advogado", e ser contra o que a Autora escreveu.
Na verdade eu até entendo, mas é difícil de acreditar que chegamos a tal ponto.
Primeiro porque, na qualidade de advogado, temos como princípio saber respeitar o bom debate, saber respeitar a opinião e o posicionamento alheio, em detrimento ao uso de rótulos e de argumentos toscos.
Segundo, porque o artigo descreve uma situação muito clara para quem conhece o mínimo do Direito do Trabalho, aquele que extraímos dos bons autores, como Maurício Godinho, por exemplo.
Enfim, parabéns à Autora, e espero que este seja o pensamento da maioria dos juízes do trabalho.

Bobagens e bobagens

JLopes (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

Excelência, perdeste uma preciosa oportunidade de manter-se calada!
Governo golpista? Acho que atentas contra o Congresso...
Qual direito trabalhista foi revogado, expressa ou tacitamente?
Quem dá emprego aos "velhos com mais 50 anos" a não ser as empresas "terceirizadas".

Me senti lendo

Thiago Bandeira (Funcionário público)

conversa afiada, vermelho, brasil 247, cafezinho e congêneres....

Artigo assustador...

Gabriel da Silva Merlin (Advogado Autônomo)

Ver pessoas com um pensamento totalmente fanático e dissociado da realidade não é nenhuma surpresa, agora ver isso vindo de uma magistrada, que fala essas sandices sem absolutamente nenhum receio, é simplesmente assustador.

Só imagino os processo que são distribuídos para ela, a empresa já recebe a intimação da inicial sabendo que vai levar "fumo" no processo.

Realidade

O IDEÓLOGO (Cartorário)

O artigo demonstra o futuro das relações de trabalho.

Comentar

Comentários encerrados em 17/04/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.