Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Início dos preparativos

OAB lança XXIII Conferência Nacional da Advocacia nesta segunda (10/4)

A 23ª edição da Conferência Nacional da Advocacia Brasileira será só no fim do ano, entre os dias 27 e 30 de novembro, mas seu lançamento oficial será já nesta segunda-feira (10/4), às 9h, na sede institucional da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil. A solenidade ocorrerá na abertura da sessão do conselho da OAB-SP, marcando o início dos preparativos.

Participarão do evento o presidente da Ordem paulista, Marcos da Costa; o presidente do Conselho Federal, Cláudio Lamachia; a diretoria do colegiado, presidentes de seccionais de outros estados, conselheiros estaduais paulistas e presidentes das subseções. O tema deste ano será “Em Defesa dos Direitos Fundamentais: Pilares da Democracia, Conquistas da Cidadania”.

A conferência de novembro será no Pavilhão de Exposições do Anhembi. “Depois de quase 50 anos, desde a última vez que ocorreu aqui, a Conferência Nacional da Advocacia volta para São Paulo num momento em que é necessário um amplo debate sobre os rumos do país, focado na defesa da democracia e dos direitos fundamentais”, comemora Marcos da Costa.

Serão apresentados 40 painéis conduzidos por mais de 200 palestrantes, além de eventos paralelos. São esperadas 40 mil pessoas no evento deste ano. As projeções da OAB-SP são feitas com base nos 6 mil presentes na edição de Curitiba e outros 18 mil no Rio de Janeiro. Outro fator levado em conta é que São Paulo tem o maior número de advogados — 300 mil de um total de um milhão registrado no começo deste ano.

Paralelamente ao evento, a OAB-SP comemora 85 anos de sua fundação em 2017 e vai organizar uma exposição contando a trajetória da entidade paulista.

Histórico
As conferências nacionais da advocacia têm o objetivo de sediar o debate da classe. A primeira ocorreu no Rio de Janeiro, em 1958. Em 1968, o encerramento da terceira edição, no Recife, coincidiu com o dia do Ato Institucional 5. Em 1976, os participantes do evento em Salvador defenderam o restabelecimento do Habeas Corpus.

São Paulo recebeu o encontro em duas ocasiões (1960 e 1970). A última cidade a sediar o evento foi o Rio de Janeiro, em 2014, quando foram debatidas a questão carcerária e a necessidade de uma reforma política. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB-SP.

Revista Consultor Jurídico, 8 de abril de 2017, 12h24

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/04/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.