Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fim do risco

Moro libera todos os investigados que foram presos com Guido Mantega

O juiz federal Sergio Fernando Moro mandou soltar, nesta segunda-feira (26/9), todas as pessoas presas no dia 22 de setembro, na mesma etapa da operação “lava jato” que havia detido o ex-ministro Guido Mantega. Os sete detidos estavam em caráter temporário (válido por cinco dias) e agora devem atender intimações, ficam proibidos de deixar o país nem podem sair de casa por mais de 30 dias, sem autorização.

MPF pediu que pelo menos um dos investigados seguisse preso, mas Moro não viu necessidade de manter a medida.
Reprodução

O Ministério Público Federal queria manter pelo menos um dos homens atrás das grades, mas Moro concluiu que, “por ora”, a medida não é necessária, “não obstante a gravidade em concreto dos fatos, especialmente em um quadro de corrupção sistêmica”.  

Mantega foi solto no mesmo dia da prisão, pois o juiz considerou que não havia risco de interferência, uma vez que as buscas e apreensões na casa dele já haviam sido iniciadas e que o ex-ministro estava no hospital, acompanhando uma cirurgia de sua mulher.

Na 34ª fase da “lava lavo”, batizada de arquivo X, o foco são mais contratos entre a Petrobras e empresas construtoras de plataformas de exploração de petróleo na camada do pré-sal, além de repasses feitos pela OSX, do empresário Eike Batista.

O juiz afirma haver indícios de irregularidades e “prova documental de que dirigente da OSX (...) depositou valor milionário, subrepticiamente, em conta off-shore no exterior controlada por pessoas que prestavam serviços publicitários à agremiação política que controlava o governo e a Petrobras”.

Clique aqui para ler a decisão.

Revista Consultor Jurídico, 26 de setembro de 2016, 20h21

Comentários de leitores

1 comentário

Soltura investigados

ponderado (Funcionário público)

Puxa, estica, solta, enrola...

Comentários encerrados em 04/10/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.