Consultor Jurídico

Colunas

Diário de Classe

Só um cappuccino e respeito às garantias constitucionais, por favor

Comentários de leitores

9 comentários

sem palavras

Marcus V L R Gonçalves (Professor Universitário - Empresarial)

E ainda querem aplicar o tal teste de integridade...Igualzinho ao João Kléber no teste de fidelidade...
Para todos os procuradores da lava-jato tenho uma sugestão: joão Kléber pra corregedor geral da nação...No final tudo virará espetáculo mesmo. Tragamos alguém com Know how pelo menos.

Que feio

Rodrigo P. Martins (Advogado Autônomo - Criminal)

Dizer que o autor seria petista por mostrar o óbvio é demais.

Independentemente de ideologia, qualquer um que vá parar em uma vara criminal pode esperar de tudo, menos que lhe respeitem as garantias constitucionais, o processo virou um fim em si mesmo.

Chamar atenção deste fenômeno não tem nada a ver com ser petista ou direitista, é por essas e outras que se pode concordar com Lênio Streck quando aduz que hoje o julgamento é moral.

Belíssimo texto

Gabriel Cabral Parente Bezerra (Advogado Autônomo - Tributária)

Uma analogia perfeita e muito bem adequada ao caso concreto.

Parabenizo o autor pela clareza e riqueza textual.

Os brasileiros odeiam as leis e a Constituição

Marcelo-ADV (Outros)

Todos são iguais perante a Lei? Óbvio que não.

Alguns são livres (atribuindo-se a si mesmo essa liberdade) para fazer qualquer coisa, para decidir como quiser.

E os brasileiros aplaudem, pois os brasileiros amam o autoritarismo, o abuso de poder, etc., e odeiam a Constituição, os direitos humanos, a legalidade, etc.

Lamentável

Eric Moraes (Estudante de Direito - Criminal)

É lamentável um texto de tão alto nível técnico/científico jurídico, que defende apenas o que está escrito na Constituição, venha sofrer ataques do tipo "petista". Essa redução dos debates em "PT e antiPT" está contribuindo para a desgraça de nosso país. Tanto os petistas como antipetistas têm uma visão limitada, que reduz o debate jurídico ao nível de lixo. Parabéns ao Professor André pelo texto.

Confissões de um juiz

rodolpho (Advogado Autônomo)

Eu tenho uma doença letal
Que a todos causa horror
Eu tenho super poder
E causo ódio e temor.

Por ter um super poder
Ninguém jamais me critica
Todo mundo me bajula
Com rancor no coração.

Por causa dessa moléstia
Eu me tornei metonímico
Eu sei só uma parte de mim.
Não há mais nenhum jeito
De eu saber dos meus defeitos
Nunca ninguém me diz não
Todos só dizem sim.

Assim sou um ser aleijado
Fico sem olhos nas costas
Esses olhos são os outros
Que meu poder amordaça
E sem esses olhos atentos
O abismo me espreita
Durmo só noites sem sono
Num escuro de tormenta.

Meus amigos são meus anjos
Não me criticam jamais
Meus amigos são demônios
Que sussurram em meus ouvidos
“Abuse. Abuse muito!”. “Abuse. Abuse mais!”

Meus inimigos são diabos
Que às ocultas me condenam
A todos os fogos do inferno.
Meus inimigos são anjos
Que me alertam, me despertam
Para o terror do Poder
Para quem vendi minha alma.

Rebeldes primitivos

O IDEÓLOGO (Outros)

Com a Constituição de 1988 foram enaltecidos os direitos em detrimento das obrigações.
Os "rebeldes primitivos", expressão emprestada do historiador marxista Erick Hobsbawm e adaptada ao contexto brasileiro, sufragados por intelectuais que abraçaram o pensamento do italiano "Luigi Ferrajoli, expresso na obra "Direito e Razão", passaram a atuar em "terrae brasilis" em agressão à ordem estabelecida, ofendendo os membros da comunidade.
Aqueles despossuídos de prata, ouro, títulos e educação especial, agredidos pelos rebeldes, passaram a preconizar a aplicação draconiana das normas penais, com sustentação no pensamento do germânico Gunther Jabobs, resumido no livro "Direito Penal do Inimigo". Acrescente-se, ainda, a aplicação das Teorias Econômicas Neoliberais no Brasil, sem qualquer meditação crítica, formando uma massa instável e violenta de perdedores, fato previsto pelo economista norte-americano, Edward Luttwak no livro denominado "Turbocapitalismo".
Diante desse "inferno social" o Estado punitivo se enfraqueceu. A situação atingiu nível tão elevado de instabilidade, que obrigou o STF em sua missão de interpretação da Constituição e de pacificação social, lançar às masmorras, de forma mais expedita, os criminosos. Diante do atrito entre o pensamento do intelectual, preocupado com questões abstratas, e a dura realidade enfrentada pelo povo, principalmente, as vítimas dos rebeldes, a Democracia soçobra.

Advogados cegos

Marcelo Lennon (Advogado Assalariado - Civil)

Acho que WLStorer não entendeu o artigo.

cappuccino vermelho!

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Acho que o doutor em Direito, professor do Programa de Pós-Graduação em Direito da Faculdade Guanambi (FG/BA) e advogado deve estar tomando seu cappuccino em algum estabelecimento de propriedade de petistas.

Comentar

Comentários encerrados em 2/10/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.