Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Salvação do Brasil

Ao saudar Cármen Lúcia, Janot aproveita para louvar operação "lava jato"

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, aproveitou seu discurso na posse de Cármen Lúcia como presidente do Supremo Tribunal Federal para urgir a sociedade a proteger a operação “lava jato” e as mudanças institucionais e culturais que ela vem trazendo.

A principal maneira de fazer isso é com a aprovação das 10 medidas contra a corrupção, afirmou Janot. “Não podemos nem devemos admitir a manutenção pura e simples do status quo, porque isso sim será condescender com o atraso, com a injustiça e com a perpetuação da impunidade em nosso país.”

Segundo o PGR, Cármen Lúcia assumirá o comando de um Judiciário cada vez mais acionado para resolver conflitos políticos e sociais. Por isso, deverá dar o exemplo de que o Brasil não mais aceita as práticas corruptas que outrora eram frequentes.

Instrumento empoderador
Antes de Janot, o decano do Supremo, Celso de Mello, destacou que a nomeação de Cármen Lúcia para a Presidência da corte mostra que o Direito é uma “fórmula de libertação destinada a banir” a dominação dos homens pelas mulheres. Além disso, ele elogiou a preocupação de sua colega com as injustiças sociais.

Clique aqui para ler a íntegra do discurso de Rodrigo Janot.

Revista Consultor Jurídico, 12 de setembro de 2016, 17h26

Comentários de leitores

2 comentários

Erro Crasso

Ferraciolli (Delegado de Polícia Estadual)

É um erro histórico total apoiar "irrestritamente" a lava jato. Erros e excessos são faces do fenômeno corrupção. Eles des(cons)troem premissas jurídicas fundamentais, rompem com a autonomia e cientificidade do Direito e estatizam o fascismo.

Erro

Professor Edson (Professor)

É um erro histórico total não apoiar a lava jato, mesmo com alguns erros e excessos essa operação marcou o Brasil.

Comentários encerrados em 20/09/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.