Consultor Jurídico

Notícias

Decisão soberana

Teori e Rosa Weber negam anulação
do impeachment e de seu fatiamento

Comentários de leitores

5 comentários

Lei antiga, Lei boa!

José Speridião Junior (Engenheiro)

Está em jogo aqui não é se a condenada merecia ou não a penalidade, que a meu ver nem a ela é dirigida pois a Constituição é de 1988.
Além disso retiremos de nossas retinas a palavra pena pois se fôssemos realmente apenar os ilícitos cometidos seria muitíssimo mais pesado considerando os danos causados.
Ao redigirem a Constituição os Constituintes pensaram não na punição da condenada e sim RESGUARDAR o serviço público de ser novamente vitimado de seus maus serviços.
Portanto inabilitação por 8 anos, entendo, é permitir que o réu possa por seus próprios meios e sua consciência se reabilitar e decidir melhor sobre seus atos.
A assim chamada "pena por inabilitação" está sendo impropriamente interpretada como "castigo" quando é na verdade a proteção à sociedade dos condenados atos.
Retiraram unilateralmente esta cautela Constitucional deixando-nos brasileiros à mercê de novas investidas anarquistas. Se a lei antiga para alguns não for boa que a modifiquem pelos devidos caminhos democráticos mas não na carteirada ou canetada.

Pau que bate em Chico bate em Francisco

jsilva4 (Outros)

Quando o STF negou vigência a teor literal de direito fundamental estabelecido no art. 5, LVII da CF abriu a possibilidade para o "ativismo" no mais amplo espectro. Os senadores e o Presidente do STF nada mais fizeram do que o imitar, extraindo da constituição o que desejaram. O STF será incoerente em querer cassar o fatiamento (que tecnicamente é uma lástima) por afronta `a expressa dicção da CF se foi ele mesmo quem inaugurou tal moda.

Manchete equivocada.

Malba Tahan (Assessor Técnico)

O título da reportagem dá a entender que a liminar do fatiamento também teria sido denegada pela Ministra Rosa Weber, o que não aconteceu. Isto porque a leitura da íntegra da notícia deixa claro que seis Mandados de Segurança acerca do tema foram rejeitados por ilegitimidade ativa e, nos demais, os pedidos de liminar sequer foram analisados, diante da necessidade de emenda da petição inicial para citação da ex-presidente.

Constituição!

Neli (Procurador do Município)

O voto de alguns no Congresso, vale mais do que uma Emenda Constitucional.Que permaneça com os direitos políticos e viva o Poder Constituínte Derivado Senatorial! Instituto novo jurídico.

Supremo

Professor Edson (Professor)

Manipularam a constituição!!!! Mas tudo bem..... o que não pode é colocar a mão no direito do bandido de gozar com procrastinação e prescrição, aí os parciais atacam.

Comentar

Comentários encerrados em 17/09/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.