Consultor Jurídico

Direito na Europa

Por Aline Pinheiro

Blogs

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Quebra de confiança

Advogado é preso e expulso da Ordem na Inglaterra por roubar dinheiro de clientes

A Ordem dos Advogados da Inglaterra anunciou mais um advogado expulso da profissão. Dessa vez, o defensor perdeu o direito de advogar por ter roubado 7,8 mil libras (R$ 33 mil) que seriam usadas por um cliente idoso para pagar casa de repouso e mais 2,4 mil libras (R$ 10 mil) da conta corrente de um outro cliente morto.

Além de ser banido da Advocacia, Stephen William Climo foi condenado pela Justiça a 20 meses de prisão. Ao todo, ele admitiu ter se apropriado indevidamente de 13,2 mil libras (R$ 55,3 mil) de cinco clientes. O dinheiro foi devolvido.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 1 de setembro de 2016, 9h35

Comentários de leitores

11 comentários

Só poderia ser advogado - iii

O IDEÓLOGO (Outros)

O advogado, aponta, novamente, Roberto A. R. de Aguiar, "Vive contradições e paradoxos que dificultam o enfrentamento profissional do mundo. Grande parte dos advogados é pobre, mas tem de viver segundo padrões materiais e sociais consentâneos com a imagem que a sociedade tem deles. Esse problema pode gerar vidas difíceis e tensas, sempre esperando que uma grande causa venha iluminar suas vidas e decretar sua aposentadoria gloriosa. Os profissionais que têm esse entendimento encastelam-se no individualismo, até mesmo para esconder suas carências e não participar dos movimentos reivindicatórios e das lutas por novos direitos da classe a que pertencem. Conseguem com isso implementar uma dupla alienação: a do desconhecimento do Direito vivo e a da não participação na consciência e nas lutas de sua classe. É um exemplo de ausência de "consciência para si" (in "A Crise da Advocacia no Brasil, p. 140).

Ué...

incredulidade (Assessor Técnico)

Mas foi exatamente isso que eu disse.. que aqui ninguém faz isso..
Estranhei a manifestação rápida e contundente do comentarista... como que transparecendo ter sido atingido pela crítica...

O advogado - iii

O IDEÓLOGO (Outros)

O advogado, aponta, novamente, Roberto A. R. de Aguiar, "Vive contradições e paradoxos que dificultam o enfrentamento profissional do mundo. Grande parte dos advogados é pobre, mas tem de viver segundo padrões materiais e sociais consentâneos com a imagem que a sociedade tem deles. Esse problema pode gerar vidas difíceis e tensas, sempre esperando que uma grande causa venha iluminar suas vidas e decretar sua aposentadoria gloriosa. Os profissionais que têm esse entendimento encastelam-se no individualismo, até mesmo para esconder suas carências e não participar dos movimentos reivindicatórios e das lutas por novos direitos da classe a que pertencem. Conseguem com isso implementar uma dupla alienação: a do desconhecimento do Direito vivo e a da não participação na consciência e nas lutas de sua classe. É um exemplo de ausência de "consciência para si" (in "A Crise da Advocacia no Brasil, p. 140).

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 09/09/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.