Consultor Jurídico

Direito na Europa

Por Aline Pinheiro

Blogs

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Carona remunerada

Justiça da Inglaterra reconhece vínculo trabalhista de motoristas da Uber

Um tribunal trabalhista na Inglaterra decidiu que os motoristas da Uber não são autônomos, mas funcionários do aplicativo. Por isso, devem receber salário mínimo, aposentadoria e férias remuneradas. A decisão foi anunciada na sexta-feira (28/10) e a Uber já avisou que vai recorrer.

O julgamento se deu num processo movido por um grupo de motoristas. Embora atinja diretamente só esse grupo, os cerca de 40 mil motoristas do aplicativo na Inglaterra podem se valer do entendimento e pedir seus direitos trabalhistas na Justiça.

Clique aqui para ler a decisão em inglês.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 31 de outubro de 2016, 12h46

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/11/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.