Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Curso pronto

Nova coleção de Guilherme Nucci sobre Direito Penal traz acórdãos e doutrina

Em tempos de operação “lava jato”, foi ampliada a discussão sobre os modelos de investigação, como o uso de  delações premiadas e denúncias baseadas em indícios. Para o professor e desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo Guilherme de Souza Nucci, por exemplo, a prova indiciária é prevista em lei.

Em entrevista à ConJur, em 2013, ao comentar as condenações da Ação Penal 470, conhecida como mensalão, Nucci afirmou: "Os indícios são provas indiretas. O que o ministro deixou claro é que estamos usando, no caso ali, a prova indiciária [...] E que a gente não tem necessariamente de usar para condenar só a prova direta".

Em nova obra, Nucci explica doutrina e usa acórdãos para ilustrá-la.
Reprodução

Agora, o professor está lançando sua coleção sobre Direito Penal pelo Grupo Grupo Editorial Nacional (GEN). A coleção Curso de Direito Penal é dividida em três volumes. Neles, Nucci esmiúça os meandros do Direito Penal e apresenta críticas doutrinárias. (Leitores da ConJur têm 15% de desconto nas obras publicadas pelo Grupo GEN. Para participar, basta, ao confirmar a compra, preencher o campo "Cupom de Desconto" com a palavra "CONJUR")

O primeiro volume da coleção trata da parte geral do Direito Penal (aplicação e detalhamento da lei), enquanto os outros dois são concentrados na parte especial da área (crimes em si). O esquema de apresentação nas obras é muito simples: o texto legal é inserido nos capítulos relacionados à doutrina e os acórdãos selecionados ilustram o tema abordado. A obra é voltada a todos os operadores do Direito, inclusive estudantes.

Clique aqui, aqui e aqui para comprar os três livros da coleção. Para ter 15% de desconto, ao confirmar a compra, preencha o campo "Cupom de Desconto" com a palavra "CONJUR".

Revista Consultor Jurídico, 26 de outubro de 2016, 17h18

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/11/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.