Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Eleição concorrida

Sete desembargadores disputam a Presidência do TJ da Paraíba

Sete desembargadores se candidataram até o momento para assumir a Presidência do Tribunal de Justiça da Paraíba durante o biênio 2017/2018. São eles José Aurélio da Cruz, Márcio Murilo, Arnóbio Alves Teodósio, João Benedito, Joás de Brito Pereira Filho, Saulo Benevides e Carlos Martins Beltrão.

A eleição dos novos gestores do TJ-PB ocorrerá na sessão administrativa do dia 16 de novembro. Entre os candidatos, Márcio Murilo concorrerá apenas ao cargo de presidente, enquanto Arnóbio Alves se candidatou para presidente e vice.

Já João Benedito, Joás de Brito, Saulo Benevides e Carlos Beltrão concorrerão aos três cargos da Mesa Diretora da corte (presidente, vice-presidente e corregedor). Além deles, o desembargador João Alves disputará o posto de corregedor-geral de Justiça com José Aurélio, que também se candidatou a presidente.

O edital para inscrição aos cargos da Mesa Diretora foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico do dia 17 de outubro deste ano. Os interessados em se candidatar a presidente, vice-presidente e corregedor-geral de Justiça têm 10 dias, a partir da publicação do edital, para efetuar a inscrição. O prazo termina nesta quinta-feira (27/10).

A escolha dos novos gestores do TJ-PB ocorrerá em três fases, uma para cada cargo. Caso nenhum candidato consiga a maioria absoluta dos votos, haverá um segundo turno, onde concorrerão os dois candidatos mais votados. Em caso de novo empate, sairá vencedor o desembargador mais antigo.

Depois de escolhidos os ocupantes dos órgãos diretivos, haverá também eleição para escolha do diretor da Escola Superior da Magistratura e para ouvidor-geral do TJ-PB. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-PB.

Revista Consultor Jurídico, 25 de outubro de 2016, 20h39

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/11/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.