Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Tiro na nuca

Juiz que impediu extradição de El Chapo é assassinado no México

O juiz mexicano Vicente Antonio Bermudez Zacharias, responsável pela decisão que impediu a extradição do traficante El Chapo, foi assassinado nesta segunda-feira (17/10) com um tiro na cabeça. As informações são do jornal El País.

Além da decisão envolvendo El Chapo, Zacharias decretou, em março deste ano, a prisão de outro traficante de drogas: Abigael González Valencia, conhecido como El Cuini. Ele é considerado um dos líderes de um dos cartéis mexicanos de entorpecentes, o Jalisco Nova Geração.

Um vídeo do assassinato foi divulgado na internet. Nas imagens, o juiz mexicano aparece correndo quando é surpreendido por uma pessoa, que atira em sua nuca, sem chance de defesa. Depois do disparo, Zacharias cai imóvel e o atirador foge, seguido por outra pessoa.

Atualmente, El Chapo está preso em um presídio da cidade de Juárez, que fica próxima à fronteira do México com os EUA. O traficante liderava o cartel de Sinaloa e foi capturado em janeiro deste ano, depois de mais de seis meses de buscas.

Antes disso, ele já havia fugido em duas outras ocasiões. Na última fuga, o criminoso escapou graças a um túnel de 1,5 km escavado por baixo do presídio onde estava detido, a penitenciária federal de segurança máxima El Altiplano.

Revista Consultor Jurídico, 18 de outubro de 2016, 21h32

Comentários de leitores

3 comentários

Báh

Thadeu de New (Administrador)

Os gringos punindo, mundo a fora. Não gostam de ser constrangidos. Báh.

O crime vencendo.

PAULO FRANCIS (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

O narcotráfico vencendo a guerra. Triste espetáculo.

Intimidação....

Pek Cop (Outros)

Os mexicanos não podem se intimidar com esses ataques, isso deve ser combatido com mais rigor e após investigação o culpado servir como exemplo!!!!

Comentários encerrados em 26/10/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.