Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Gastos do Estado

Novo livro da ConJur explica e discute o papel do Direito Financeiro

É possível oferecer transporte gratuito para todos os cidadãos? E hospitais de qualidade? Educação, saneamento e segurança? A resposta começa com sim, mas vai além. Tudo são opções do Estado em relação aos seus gastos — e, em última instância, escolhas da população, por meio do voto.

Scaff explica como cabe ao Direito discutir a distribuição do “sangue fiscal” que corre pelas “artérias estatais”.
Câmara dos Deputados

Em seu novo livro Crônicas de Direito Financeiro, lançado pela ConJur, o advogado e professor da USP Fernando Facury Scaff descreve como esse ramo do Direito influencia o dia a dia dos brasileiros. De forma didática e espirituosa, a obra explica como cabe ao Direito Financeiro discutir a distribuição e os gastos do “sangue fiscal” que corre pelas “artérias estatais”. Além dos grandes autores do Direito, o leitor pode esperar referências que vão de Titãs a Stanislaw Ponte Preta.

O livro, que traz uma seleção de textos publicados pela ConJur, na coluna "Contas à Vista", serve ainda como instrumento para defesa dos contribuintes contra os excessos do Estado. “Aplaudir o abuso cometido contra os outros é um erro fatal, pois os direitos e garantias individuais quando violados, dificilmente são revertidos em médio prazo”, alerta o autor.

Obra está à venda na Livraria ConJur.

A influência do controle sobre os gastos públicos na vida política do país é incontestável. No dia 31 de agosto de 2016, a presidente Dilma Rousseff foi condenada em um processo de impeachment cujo principal argumento foi o desrespeito ao Orçamento. Além disso, a Lei da Ficha Limpa pode tornar um candidato inelegível caso ele não comprove ter zelo com o dinheiro público perante os órgãos fiscalização financeira.

As análises profundas e bem humoradas de temas atuais fogem ao senso comum, quebrando mitos como a ideia de um "imposto único" como panaceia das questões tributárias.

Clique aqui para comprar Crônicas de Direito Financeiro, na Livraria ConJur.

Revista Consultor Jurídico, 17 de outubro de 2016, 19h10

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/10/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.