Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Luto no Direito

Morre jurista José de Farias Tavares, aos 86 anos, na Paraíba

O civilista José de Farias Tavares, autor de uma série de obras jurídicas e professor titular de Direito Civil da Universidade Estadual da Paraíba, morreu nessa sexta-feira (14/10) em Campina Grande. Ele é considerado pioneiro no estudo da constitucionalização do Direito Civil, com a obra O Código Civil e a nova Constituição, lançada em 1989.

José de Farias Tavares foi promotor, professor e autor
de várias obras jurídicas.
Reprodução

No livro, ele abordou, por exemplo, as consequências do caput do artigo 5º da Carta de 1988 (“Todos são iguais perante a lei...”) no Direito de Família e no Direito das Sucessões. Tavares também é autor de outros livros, artigos e pareceres, sendo citado em decisões de ministros do Superior Tribunal de Justiça e do Supremo Tribunal Federal.

Promotor de Justiça, ele também se dedicou aos direitos difusos e coletivos. É autor de Comentários ao Estatuto da Criança e do Adolescente e também do livro Comentários ao Estatuto do Idoso – dois temas em que foi consultado durante a elaboração dos projetos de lei. Foi ainda tabelião e secretário de Educação em Campina Grande.

O enterro será neste sábado (15/10), no município de São João do Cariri (PB), sua terra natal. Em nota, a Universidade Estadual da Paraíba definiu Zé Tavares, como era chamado pelos colegas de trabalho, como “homem íntegro, competente, dinâmico e zeloso, [...] querido por todos com os quais conviveu na instituição durante os vários anos que lecionou no Centro de Ciências Jurídicas”.

Revista Consultor Jurídico, 15 de outubro de 2016, 9h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/10/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.