Consultor Jurídico

Notícias

Mercado da advocacia

No Rio de Janeiro, crise afugentou clientes e criou bancas home office

Comentários de leitores

8 comentários

A desvalorização

O IDEÓLOGO (Outros)

A CANIBALIZAÇÃO DA ADVOCACIA: AUDIÊNCIA POR R$ 50,00?
http://oabsjp.org.br/a-canibalizacao-da-advocacia-audiencia-por-r-5000/

Crise

O IDEÓLOGO (Outros)

A crise econômica se intensifica e afeta as relações sociais, grupais, individuais e profissionais.

Tem advogado que está devolvendo ao cliente os honorários sucumbenciais para demonstrar confiança e para angariá-lo, de forma permanente, na carteira de consumidores de serviços jurídicos.

KARL

O IDEÓLOGO (Outros)

Quando o estômago reclama, nenhuma teoria consegue preenchê-lo.
Tinha e tem razão o velho Karl Marx: as condições materiais condicionam os pensamentos.
O erro de G.W.F. Hegel (1770-1831), foi acreditar que o Homem poderia ser explicado pela ideologia.
O Estado Brasileiro deve, com inteligência, proporcionar uma rápida saída da crise; caso contrário, atos anticivilizatórios serão práticas comuns na sociedade.

Advogado em crise de identidade

Fátima Burégio (Advogado Autônomo)

Tenho escritório exatamente nesse perfil: Home Office.
No entanto, estou lisa, cheia de débitos e chupando o dedo, sendo sustentada por outras fontes bem distantes do Direito.
Além da crise financeira, o advogado brasileiro está a enfrentar a crise de identidade e questiona-se defronte ao espelho: Quem sou eu?

Gostei..

incredulidade (Assessor Técnico)

A culpa da Oi quebrar é do Judiciário, que dá provimento às milhares de demandas contra a empresa.
Se o Judiciário fosse "parsa" e segurasse um pouco, a OI, pior prestadora de serviços telefônicos de longe, e intimamente ligada ao falecido governo, continuaria a existir dessa forma canhestra.
É cada uma...

Realidade

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

A propósito, vejam essa notícia, que mostra bem o quanto é perdido gastar dinheiro com advogado no Brasil devido ao desrespeito por parte dos agentes públicos:

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/11/1835362-advogados-da-odebrecht-dizem-que-ficaram-a-pao-de-queijo-e-agua.shtml

Advocacia se tornou irrelevante

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

As dificuldades para exercício da advocacia na época atual de fato existem. Porém, essa dificuldade não é causada propriamente pela crise, mas sim pela irrelevância do advogado em face aos abusos cometidos pelos agentes públicos. Hoje, por mais que o advogado se empenhe na solução da causa, quem manda são os agentes públicos, que sem respeitar a lei fazem o que quer. Um exemplo. Ainda há alguns minutos eu lia que o super-herói do momento, o juiz federal Sergio Moro, mandou prender um empresário e o condenou por uma série de crimes. De acordo com a reportagem, o empresário alegou até a seus colegas de cela que tudo não passara de um engano, e que logo seria liberado. É casado, e tinha uma filha pequena. Os advogados deles fizeram todo o necessário, mas simplesmente ninguém deu importância ao que eles diziam. O Judiciário e o MP precisavam manter o empresário preso para criarem a imagem de que estavam combatendo a corrupção, e assim a argumentação dos advogados perdeu importância. Ainda de acordo com a reportagem o TRF4 julgou a apelação, o considerou o empresário inocente por unanimidade. São essas situações que estão destruindo a advocacia. Além da dificuldade de trabalho, a cada dia a qualidade do serviço deixa de ter importância pois o que prevalecerá no final é o que querem os juízes, na linha do "o direito é o que os juízes dizem ser" na feliz expressão de Lenio Streck. No momento da contratação dos honorários isso faz toda uma diferença, e exatamente por esse motivo que a advocacia está nessa situação.

Advogados

O IDEÓLOGO (Outros)

Depois da bonança, honorários polpudos, agora crise e honorários desprezíveis.

A honestidade, habilidade e informação não auxiliam em nada. O cliente quer o menor custo.

Shalom!!!

Comentar

Comentários encerrados em 5/12/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.