Consultor Jurídico

Socorro financeiro

Governo libera R$ 57 milhões em créditos extraordinários à Justiça

Retornar ao texto

Comentários de leitores

11 comentários

Pec 241

Marcelo-ADV (Outros)

PEC 241: para quem defende o fim do SUS e da educação pública, talvez seja uma boa PEC.

Surpreso

Fernando B. T. (Advogado Associado a Escritório - Tributária)

Santa ignorância, gente! Vendo os comentários aqui, percebo que só repetem discursos sobre a PEC 241, sem ter a mínima noção do que ela dispõe. Ela só evita o AUMENTO das despesas públicas, que vinha crescendo de modo absurdo nos ultimos anos! O país está rumo à falência com o aumento das despesas, o que preocupa os investidores. Essa seria uma injeção de confiança, para conter a imagem negativa.
Meirelles não disse que o Lula e Dilma "gastaram muito com educação e saúde", mas que GASTARAM MUITO MAL, e de modo inconsequente. E outra: enviar verba para estruturar a Justiça do Trabalho, em lugares sucateados, não é beneficiar os ricos! Se não enviasse, os mesmos malas falariam que querem prejudicar os pobres ao prejudicar a Justiça do Trabalho. Vai entender?!

Dilma

O IDEÓLOGO (Cartorário)

A ex- Presidenta Dilma gastou muito com saúde e educação. Apesar de severa, Dilma procurou auxiliar os mais fracos. Foi vencida pela corrupção dos corruptos.

O elemento que se diz Ministro

Trunfim (Escrivão)

Meirelles afirmou que Dilma "gastou muito com educação e saúde".
Gastar com créditos extraordinários para Magistrados pode, mas gastar para os mais pobre, miseráveis termina em impeachiment e brutal campanha difamatória pela grande mídia canalha (canalha é de Millor)

o executivo é bonzinho !

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

Gosto de ver como é generoso esse nosso executivo (em minúsculo mesmo!). E o judiciário (em minúsculo mesmo!) aceita (por ter pedido) "achando" que não está ficando refém de espertalhões. Quanta ingenuidade !

A corte festejando e a plebe sofrendo !

Distribuição de dinheiro público para castas no poder

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

É uma pena saber que em época de extrema crise os recursos liberados serão usados quase que exclusivamente para bancar a vida luxuosa dos magistrados brasileiros. Os recursos se converterão em viagens à Paris, compra de novos veículos de luxo, vinhos especiais, etc., etc.

Justiças estaduais

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Nas Justiças Estaduais a média salarial é de R$ 43.000,00. Tem Desembargador Estadual faturando mensalmente R$ 78.000,00.

Teto constitucional

AMIR (Outros - Administrativa)

Se o teto constitucional das remunerações fosse respeitado, de quanto seria o repasse? Ou melhor, haveria repasse?

Quando o Poder Executivo transfere essas quantias, ele deixa de aplicar na educação, na saúde, no combate à pobreza etc.

Nada é de graça

Euclides de Oliveira Pinto Neto (Outros - Tributária)

Existe um consenso, entre os funcionários públicos, que "o governo têm muito dinheiro, basta imprimir na Casa da Moeda"... na visão simplista e primária, é tudo tão simples...
assim, conscios dessa premissa, criam várias despesas, sem a parcimonia necessária... basta mandar a conta que o dinheiro vem em seguida... não sabem que aquele dinheiro é subtraído da sociedade, que custeia todos os encargos necessários e desnecessários, principalmente da classe política...

Corta tudo, menos o Auxílio-Moradia

Kaltss (Procurador Federal)

O Judiciário brasileiro é triste, e é ainda mais triste ver a conivência do governo com os abusos do orçamento desse Poder.
O judiciário corta o cafezinho, corta o ar-condicionado, corta estagiário, mas não corta o auxílio-moradia.
Vamos ver aonde vamos parar.

péssima gestão e perdulários.....

daniel (Outros - Administrativa)

a justiça gratuita é uma das causas importantes deste caos de demandas no país....

Comentar

Comentários encerrados em 11/11/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.