Consultor Jurídico

Conflito constitucional

RE sobre sacrifício de animais por motivos religiosos segue para a pauta do STF

Retornar ao texto

Comentários de leitores

4 comentários

Preceitos fundamentais

Alair Cavallaro Jr (Outros)

Que os MPs também interfiram no desrespeito à pátria no que tange a religiões que que incentivam não participar de eventos cívicos, não cantar o hino nacional, não fazer o alistamento militar obrigatório, não votar, entre outros absurdos.
Creio que em primeiro lugar vem o respeito à constituição e à pátria e a quem não estiver satisfeito opte pelo melhor.

Preceitos fundamentais

Alair Cavallaro Jr (Outros)

Que os MPs também interfiram no desrespeito à pátria no que tange a religiões que que incentivam não participar de eventos cívicos, não cantar o hino nacional, não fazer o alistamento militar obrigatório, não votar, entre outros absurdos.
Creio que em primeiro lugar vem o respeito à constituição e à pátria e a quem não estiver satisfeito opte pelo melhor.

Sacrifício ao demônio....

Pek Cop (Outros)

Fazer do sofrimento e agonia com dores ate amorte dos animais culto religioso é sem duvidas apologia ao diabo!!!!espero que o sofrimento dos animais passe para os filhinhos desses dementes religiosos!!!!

Não é maus tratos

Prof. Me. Bàbá Hendrix Silveira (Professor)

O emenda à Lei 11.915/03 é um dispositivo legal que protege a liberdade de culto das tradições de matriz africana, pois sem ele fundamentalistas evangélicos pressionaram o poder público para a criminalização dessas tradições. Então a emenda não se refere a uma autorização para o sacrifício de animais - pois isso foge à alçada do legislativo e do judiciário - tampouco uma autorização aos maus tratos. É tão somente um dispositivo que desenquadra essas tradições das ações persecutórias dos segmentos fundamentalistas.

Comentar

Comentários encerrados em 9/11/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.