Consultor Jurídico

Notícias

Sigilo violado

Supremo derruba decisão de Moro que divulgou grampo de Dilma

Comentários de leitores

  • Página:
  • 1
  • 2

32 comentários

Sigilo Direito de Todos

Wendel Moriggi (Estudante de Direito)

É engraçado analisar comentarios de pessoas "instruídas"isso mesmo instruídas entre aspas, porque o que leio é ha mais pura ignorância de pessoas tomadas pelo ódio desmedido, massificado pela mídia a favor da elite podre que quer voltar ao poder a qualquer custo e vocês "ilustres" comentaristas de 5ª compartilham dessas asneiras das mais ridículas e graças ao SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL com letras maiúsculas sim! Vem colocar ordem na casa. Não se trata de Dilma, Lula PT, PSDB e sim de um direito garantido na nossa CF/88. Para termos um Pais melhor temos que ser melhores com nos mesmos e com nosso próximo são as pequenas atitudes que nos fara uma grande nação e dizer Não ao ódio a intolerância e Sim a compreensão essa é a solução real. Pensem nos outros porque o que leio é um pensamento egoista que não ira triunfar.

Vamos resistir - o mal jamais vencerá o bem

Valdecir Trindade (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Nós vamos resistir a essa cleptocracia que tomou o poder no Brasil. Podem louvarem-se nos métodos mais escusos e pérfidos; podem se socorrerem em juízes que escolheram; podem debater até a exaustão. Mas perderão. Perderão os ladrões e os protetores dos ladrões. Quem viver verá. Essas "vitórias" pontuais na verdade é a agonia, os momentos finais de vida desse corpo corrupto abatido mortalmente, mas que tenta resistir à morte. Só isso.

Foi a presidenta

Neli (Procurador do Município)

Foi a presidenta quem não honrou a função, ao telefonar para um investigado. Minha solidariedade ao JF Moro.

Corte Suprema?

mgoiatti (Auditor Fiscal)

A corte suprema (sim, com letras minúsculas devido a baixa qualidade ali presente), sacramentou a roubalheira e dilapidação do erário brasileiro, ao dizer que mesmo que os interlocutores estando conspirando contra justiça, negociando o governo brasileiro e propondo barganhas para continuar, eles merecem ter o sigilo das suas comunicações preservadas.
É por essa e outras que esse país nunca será uma república democrática, na qual todos somos iguais perante as leis.
Sempre haverá aqueles que querem manter o privilegio de serem considerados melhores que a totalidade do povo brasileiro, uma ralé que somente serve para abasta-los cada vez mais de dinheiro.
É nogento, e cada dia da mais asco dessas pessoas.
omo se as autoridades ou seus interlocutores estivessem desprotegidos em sua intimidade e privacidade.

Competência, valores e provas

Jeferson Cristi Tessila de Melo (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Bom dia
E notória a tentativa do Conjur em desgastar e atacar o trabalho do Magistrado Moro (a quem nem conheço pessoalmente e com quem nunca falei, diga-se de passagem).
Há ataques dos mais infundados ao nobre, incansável e aguerrido magistrado.
Inquestionável a competência intelectual do Magistrado Moro (isso ninguém ataca).
Vamos agir conforme o que pregamos, já que a tônica é a defesa e cia: vamos assegurar ao magistrado Moro a ampla, total, absoluta defesa e vamos ouvir suas razões para saber quais as motivações de sua(s) decisão(ões). Após a defesa de Moro cada qual, aí sim, pode exprimir seu juízo de valor.
Vamos deixar de lado as paixões e trabalhar com argumentos sólidos, sem achismos, palpites, manifestações encomendadas, etc.
Att.

Côrte Indicada = Côrte parcial

George (Advogado Autônomo)

Uma côrte Suprema indicada pelo Chefe do Executivo, jamais será uma côrte imparcial!
qualquer alegação ao contrario é mero blá blá blá!
O Código de Processo Penal diz que ainda que a prova seja obtida por meios ilegais, o julgador pode aprecia-la em busca da verdade real! E isso é pratica comum em todos os Tribunais e Varas Criminais do Pais!
Além disso, dar foro privilegiado a um denunciado (justiça Estadual), que não possui cargo público é uma aberração jurídica! Se a nomeação de Lula continua suspensa, Ministro ele não o é! Simples Assim! Por que foro privilegiado nesse caso?
então deixe-o tomar posse!
estão com medo da opinião pública? Essa mesma que afirmam não temer?
Com isso, infelizmente o STF traz o "nove dedos" para debaixo de suas asas! e sabem quando o julgarão?
NUNCA!
nem ele e nem que os colocou nos lugares que estão!
Quiçá, daqui a 20 anos poderemos ter a notícia da publicação do acórdão deste processo, e detalhe, os absolvendo como absolveram o COLLOR!
Brasil!
País da impunidade! e dos políticos poderosos!
Torço que todo o empresariado, capital e industria saia desse país hipócrita,.
Só torço para que todo individuo de bem e inteligente consiga driblar essas dificuldades que virão com essa fuga do capital, pois quem tem que amagar dificuldades e tristezas são apenas esse povo comunistas que defende e fecha os olhos a toda roubalheira já provada por essa gente sem qualquer vergonha ou moral!

Afinal

MiguelMario (Administrador)

Afinal:
Quem deve ser preso?
Os que tomaram o PODER para roubar, comprar deputados, etc, e se PERPETUAREM no poder, ou o Juiz SERGIO MORO?
Aguardo a resposta.
Grato

Drs. Citoyen -observador e luis p. Neto

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Prezados e Nobres Colegas.Se me permitem gostaria de ocupar este espaço para somar modesta e humildemente a minha incompreensão a dos senhores, na vã tentativa de definir o que sinto e sentem com relação a certas coisas que neste país acontecem.Sempre que alguém (do bem) se apresenta com competência e disposto a sanar parte dos infindáveis problemas de conduta enraizados até as entranhas nesta Nação, objetivando livrá-la de algumas profundas injustiças impostas por pequenos mas poderosos grupos, na marra, para aceitação compulsória da maioria vejo, via de triste constatação empírica,milhares de vozes que sempre se levantam para acusar o BENFEITOR de "midiático","interesseiro", "candidato a alguma coisa",etc. O exemplo mais contemporâneo foi protagonizado pelo então Min. J. Barbosa. Depois de todo o esforço para conseguir quebrar um paradigma nacional (prender alguns políticos e endinheirados) foi acusado de buscar projeção e os holofotes midiáticos com vistas a uma futura candidatura a cargo político (Presidente da República) o que NUNCA ocorreu.Com o Juiz Moro especula-se a mesma coisa, acusando-o de oportunista,dentre outras. E aí fica uma só pergunta:Será que ninguém é capaz, na "República da Enganação" de,"COM ISENÇÃO", fazer nada para melhorar esta pocilga lastreado "REALMENTE" em princípios morais, éticos, de decência,patriotismo e que tais ? Ou será que SEMPRE a "RÉGUA" a ser utilizada nessa "medição e aferição de caráter" há que ser a mesma com que os nossos políticos, juízes, empresários, etc.,todos corrompidos, se utilizam no âmbito das respectivas quadrilhas a que pertencem ? Não existe mesmo "saída de emergência" ou
estão sendo constantemente "cimentadas" propositadamente para sufocar a população impedindo-a de sair ? Sds

Que sirva de exemplo!

Willson (Bacharel)

O STF cortou as asinhas do moro, e isso é bom. Ninguém está acima da lei, nem mesmo o "bem intencionado" juiz. De fato, o juiz começa a sentir na pele o mesmo rigor interpretativo que impõe à conduta dos outros.

Infelizmente, a massagem diária do ego faz com que alguns se julguem imunes a crítica. Se o moro seguisse o exemplo de discrição de Teori Zavaski, não estaria agora sofrendo esse verdadeiro 7 a 1 (na verdade, 10 a 0) no supremo.

Esqueça os holofotes, faça o trabalho para o qual você é muitíssimo bem remunerado, sem excesso de subjetivismos; pare de achar que aqueles de quem você não gosta podem ter violada impunemente sua vida privada. Aceite contribuir, em vez de protagonizar. Um dia terás uma estátua em praça pública e citações favoráveis no Wikipedia, o que já lhe é suficiente. Caso contrário, poderá tornar-se um novo Protógenes.

Dr. E dotor

Ademar Nandes de Oliveira (Outros - Tributária)

Existem Dr., e Dotor. Não se pode atribuir o título de Dr a aquele que se deixa levar por paixões e esquecem da observância da lei. Cabe a suprema corte restabelecer o equilíbrio e paz social, fazendo cumprir a lei que os dotores, por muitas vezes, querem passar por cima.

Luiz Pereira Neto - OAB.RJ 37.843 (Advogado Autônomo - Empre

Observador.. (Economista)

Corretíssimo o escrito do senhor.

Por que é tão difícil para nós, brasileiros, enxergarmos o que acontece?
Por que é tão difícil ver que o Juiz Moro, um Missionário, como o senhor colocou, abrilhanta uma carreira que se afastou do povo e - muitas vezes - da realidade sofrida deste?
Por que é tão difícil aceitar que no Direito Brasileiro, tudo depende da temperatura, pressão, vento, sol e chuva para chegar a esta ou àquela conclusão?
Falam do Juiz Moro como se um monte de distorções não houvessem no Direito pátrio. Como se ele, logo ele, estivesse fazendo algo que macula a Justiça, tão distante da realidade do povo brasileiro.
Ele abrilhanta a carreira jurídica e talvez isto, além das ideologias em conflito, incomode.
Ele faz sombra sobre alguns que almejam cargos apenas pensando em si, nunca na nação.

Matéria e título capciosos

Luiz Pereira Neto - OAB.RJ 37.843 (Advogado Autônomo - Empresarial)

Lamentável , constatar-se , uma vez mais , a reiterada/censurável parcialidade do Conjur , começando com um capcioso título , tentando , novamente depreciar a incansável , estafante , determinada e inigualável jurisdição do Juiz Dr. Sérgio Moro e sua briosa equipe , passando a limpo o corrompido Brasil . Se , o Poder Judiciário tivesse muitos mais Magistrados como o Missionário Juiz , em defesa da Sociedade Brasileira , ultrajada e vilipendiada , todos os dias , em seus direitos , em busca , simplesmente , de JUSTIÇA , jamais teria lugar o desespero e a insanidade que apossou um jurisdicionado , tentando , imperdoavelmente , cometer o aberrante assassinato de uma Juíza , para depois suicidar-se , como , graças a Deus , não consumados , no dia de ontem . Não se choquem , mas , na medida em que os Magistrados não consideram , em benefício próprio , que os jurisdicionados são pessoas , com uma carga enorme de emoções , envolvendo , na maioria das vezes , a própria sobrevivência , muitos desses seres fenecerão , em autênticos assassinatos sem quaisquer comprovadoras estatísticas .
Dêem-me espaço e liberdade para relatar , AQUI , NO CONJUR , comprovados casos de delituosas jurisdições , em todos os níveis , SOB A MINHA INTEIRA RESPONSABILIDADE , e , certamente , o Conjur , sem parcialidades , tornar-se-á um lídimo e perquerente Órgão do refinamento da Justiça , hoje , igual e lamentavelmente , tão corrompida . Que Deus nos abençõe e nos recrudeça !

Agora falta indiciar Barack Obama...

Pedro Paulo G. Serignolli (Advogado Sócio de Escritório - Ambiental)

Com o andar da carruagem, falta agora indiciar Barack Obama e os agentes da Agência Nacional de Segurança dos EUA, pelos grampos à presidente Dilma revelados pelo Wikileaks. O difícil será identificar o foro competente... Será o STF com Teori, o juiz Moro, ou a Suprema Corte americana? Sei não...

Ministros ou marginais....

Pek Cop (Outros)

Se alguem é culpado disso estar remando contra a nação são esses ministros a serviço do crime organizado para continuar em seus cargos comissionados e tendo acobertamento do governo!!!!

fênix

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Antes do Mensalão essa tal Constituição da República estava morta. Daí renasceu. Depois morreu novamente. Agora no Petrolão, eis que renasce.
Logo o povo vai estar na rua: FORA STF!
É o Brasil. Golpe Militar. Golpe de Estado (nomeação de Lula). E agora, Golpe Judicial. Deve ser por isso que a "presidenta" fala tanto em golpe.
Tente alguém colocar em debate na Suprema Corte, por exemplo:
Art. 7º. São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social:
IV - salário mínimo , fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, sendo vedada sua vinculação para qualquer fim;
Então. Está na Constituição da República!

Como será o brasil sem moro???

Citoyen (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

COM A JUSTIÇA QUE TEMOS, com as demonstrações de inconsistências enormes que já CONSTATAMOS, começa a ganhar força a CONVICÇÃO de que o JUIZ MORO já DEMONSTROU o que TENTOU FAZER! __ Todavia, Juiz Moro, não destrua a sua VIDA com um sistema que prefere fazer direito e justiça de maneira diferente.
A distorção é completa. Ao mesmo tempo que Ministros dão aula reclamando do foro privilegiado para autoridades, na condição de professor, temos esse mesmo Ministro abrindo os olhos da Justiça, para que ela saiba sempre QUME DEVE SENTAR, quando assim for o caso, no banco dos Réus, se até lá os crimes não estiverem prescritos. É a lição de IMPUNIDADE que começou a ser organizar. JUIZ MORO, siga a corrente que preconiza sua APOSENTADORIA PRECOSSE, NÃO LHE FALTARÃO UNIVERSIDADES QUE O ACOLHAM, PARA QUE SEUS ALUNOS POSSAM TER REAIS AULAS DE DIREITO, JURISPRUDÊNCIA E A TECNICA DA ABORDAGEM DESSES TIPOS QUE CONTINUARÃO A POVOAR O BRASIL POR MUITOS E MUITOS ANOS, PORQUE O SISTEMA VENEZUELANO DE ABORDAGEM DE TEMAS JURÍDICOS QUE INTERESSEM AO GOVERNO ESTÁ FIRME E SERÁ EM BREVE!

MORO já CUMPRIU a sua QUOTA de SACRIFÍCIO!

Citoyen (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Estou me juntando, com todo o fervor, a uma corrente, que se avoluma nas redes sociais, e que entende que, a partir de agora, o Juiz Sérgio Moro, digno e insigne Magistrado, já tantas vezes até ameaçado de morte por sindicalistas, e de quem Lula, na frente das câmeras de TV não se avexou de INSTIGAR a violências contra o ele, "que NÃO SABE O MAL que JÁ FEZ ao PAÍ !", REQUEIRA A SUA APOSENTADORIA, e VÁ PARA O EXTERIOR, preparar futuros Advogados, em excelentes faculdades do Mundo. Sou dos que ACREDITA que o BRASIL NÃO MERECE MORO, como afirmou dias desse um Colega nosso. Moro tem se sacrificado. Moro demonstrou que é LUTADOR, CORAJOSO, EMPENHADO em BUSCAR a VERDADE, mas NÓS TEMOS um PAÍS, como Lula afirmou nas gravações, CUJO EXECUTIVO, desde que NOMEIE ALGUÉM, REQUER DESSE NOMEADO um GESTO SEMPRE FLAGRANTE de RECONHECIMENTO e de DEDICAÇÃO. Moro é Digno. Moro NÃO PRECISOU de LULA para ser ALÇADO PELO POVO e por SUAS DECISÕES, mas esse mesmo POVO que o alçou é MINORITÁRIO no processo eleitoral corrompido do País, e, portanto, MORO é UM DOM QUIXOTE, e que NÃO PODE SE PERMITIR se TRANSFORMAR em DOM PIXOTE, como Lula e aqueles que lhe SÃO AGRADECIDOS, preferem que assim seja.
Notamos a grande preocupação de alguns Ministros em registrar que seus posicionamentos nada tinham a ver com o Juiz Moro! Mas tal atitude, além de despicienda, soou ridícula, porque não me consta que o Juiz Moro, em nenhum momento carecesse desse tipo de "homenagem". Assim, tudo soou, a meu ver, falso e demagógico. Foi uma espécie de ato de Pilatos. Portanto, estou me inscrevendo na RELAÇÃO dos QUE TORCEM e APOIAM a DECISÃO de MORO deixar o JUDICIÁRIO, para quem o MERECE!

E o caso Delcídio?

GMR-GG (Outros - Criminal)

Quando estão a falar de algum Deus (leia-se Ministro do STF) aí a coisa tem outro viés. O caso do Senador Delcídio do Amaral foi a mesma coisa, porém, a consequência para ele foi mais deletéria. Filmaram e gravaram uma conversa particular, sigilosa e também autorizada judicialmente, mas a divulgaram, pois alí havia escrúpulo em ofender um Deus. Quanta hipocrisia desse STF.
Divulgar conversas da Presidente da República fazendo de tudo para salvar a pele de um aliado não pode, mas divulgar um Senador querendo usar a influência com a Corte, pode. Ah pode!!!

Interesse privado e Interesse Público

Gilbert R L Florêncio (Assessor Técnico)

Muitos falam em pensar "fora da caixa", mas parece que a caixa em que se encontram alguns "juristas" é blindada. Pessoas públicas, que vivem da vida pública, supostamente na lida do interesse público, não podem, ou ao menos não deveriam, pleitear para si a garantia do sigilo, mormente quando se valem dele para subverter a ordem pública e subtrair as riquezas da nação. Enfim, o que se vê é quando o interesse privado de um(ns) prevalece sobre o interesse de todo um povo.

Contra fatos não há argumentos

J. Ribeiro (Advogado Autônomo - Empresarial)

Não se comenta mais o erro do juiz, a ser apurado em processo administrativo, mas a situação do homem mais honesto que já nasceu e passou por este país, como se auto intitula, ao que tudo indica compartilhou da mesma placenta do outro também não menos honesto Paulo Maluf.
E assim caminha o Brasil da hipocrisia jurídica.

  • Página:
  • 1
  • 2

Comentar

Comentários encerrados em 8/04/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.