Consultor Jurídico

Notícias

Prerrogativa de foro

Defesa de Lula rebate Janot e diz que divisão de competência não é possível

Comentários de leitores

4 comentários

Ser ou não ser...

Paulo Moreira (Advogado Autônomo - Civil)

O Lula É ministro? Não! Então, o feito prossegue com o Sergio Moro.

Quando se juntam

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

A falta de CARÁTER com a falta de VERGONHA, não haverá limites a refrear o objetivo colimado. Veja-se por exemplo Dilma: com 9% de apoio da população, continua afirmando que "governa o Brasil e para o Brasil" (e o pior é que quer nos fazer acreditar nisso). # NÃO HAVERÁ DITADURA PETISTA.

"Com quadrilha não se brinca porque ela nunca teve, não tem e nem terá escrúpulos".

Janot

Professor Edson (Professor)

Nosso procurador geral é fraquissimo.

Incansáveis. E suas faces nem queimam.

alvarojr (Advogado Autônomo - Consumidor)

Tanto esforço em assegurar o deslocamento da competência para o STF só pode ser prova cabal de que o sujeito não tinha o menor interesse na prerrogativa de foro quando aceitou a tal nomeação acima de qualquer suspeita.
Outra pérola petista publicada no início do mês de março e atribuída a Gilberto Carvalho foi a de que a OAS quis apenas "agradar" Lula com a reforma do tríplex do Guarujá (o tríplex "Minha Casa, Minha Vida"). O fato de uma empreiteira quebrada e com tantos contratos com a Administração Pública querer "agradar" uma pessoa com tanta influência não quer dizer nada, não é mesmo?
Por que não concluem a petição com o seu "lindo" bordão "Não vai ter golpe"?
Afinal de contas essa gente acha que o país se resume a um bando de militantes acéfalos e quadrilheiros que, assim como eles, não se importam em contribuir forçosamente para as campanhas eleitorais comandadas pelo capo.
Álvaro Paulino César Júnior
OAB/MG 123.168

Comentar

Comentários encerrados em 7/04/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.