Consultor Jurídico

Prerrogativa violada

Advogado acusa diretor de penitenciária de ter se recusado a receber petição

Retornar ao texto

Comentários de leitores

5 comentários

Oportunidade

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

Desculpem, mas não posso perder essa oportunidade o advogado cujo cliente tem o direito a visita negado vai à Delegacia e não ao Fórum despachar com Juiz plantonista ou é preguiçoso ou não sabe trabalhar; primeiro porque o BO não dá nenhuma efetividade a resolução do problema; segundo porque não há dolo em desobedecer a ordem judicial, portanto, não há crime tão pouco motivo para ir à Delegacia. Se fala tanto contra o inquérito e contra a polícia como o nobre colega comentarista, mas tem gente que não sai de lá, registram boletim até para receber honorários

Abusos

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Em jogo do Brasil na última Copa do Mundo, um amigo que pretendia levar a filha para assisti-lo, dentro do período de visitas, compareceu na residência da ex-mulher, que se negou a entregá-la. Em determinada Delegacia de São Paulo os servidores se negaram à emissão de Boletim de Ocorrência, alegando que o fato não era digno de registro pela autoridade policial. Ainda, estavam mais preocupados com a "pelota que rolava na tela do televisor".

Problema recorrente 2

Edson Sampaio (Advogado Autônomo - Civil)

Aqui em BH/MG não é diferente. No sistema prisional somos tratados piores que os presos lá de dentro. Primeiro somos obrigados entregar a carteira profissional e depois de "fuçarem" tudo e de verificarem até o SPC em nome do advogado, depois de esperar o quanto baste para eles é que resolvem atender o advogado. Isso é tão vergonhoso que tenho deixado o direito criminal para não me constranger mais onde tem esse tipo de pessoas. Na minha opinião o preso lá dentro possui mais dignidade que os funcionários dos presídios e seus dirigentes. É preciso haver concurso público a nível de terceiro grau para que haja entendimento e compreensão.

Absurdo.

Ademilson Pereira Diniz (Advogado Autônomo - Civil)

É um absurdo o ocorrido e não basta, como resposta a esse 'reizinho' de fancaria que a OAB promova o tradicional 'desagravo' que não leva a nada. Enquanto a OAB não se preocupar em fazer se promulgar uma LEI que verdadeiramente prime pela defesa das prerrogativas da ADVOCACIA, com a penalização e responsabilização direta do agente que as viole, que implique em PERDA DA FUNÇÃO PÚBLICA e com INDENIZAÇÃO monetária, diretamente vinculada ao seu bolso, TUDO CONTINUARÁ COMO DANTES e permaneceremos choramingando 'interna corporis'.....

Problema recorrente

Papajojoy (Advogado Autônomo - Propriedade Intelectual)

Essa é uma questão recorrente. Por se tratar de assunto que não leva a nenhuma punição efetiva, tais abusos se repetem indefinidamente. Ao brasileiro falta o sentimento de honra, logo, advertências e desagravos nenhum efeito tem. O brasileiro só se conserta na base da paulada. Não tem outro jeito.

Comentar

Comentários encerrados em 17/03/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.