Consultor Jurídico

Blogs

Quinto da advocacia

Posse de Marianna Fux no TJ-RJ será na próxima segunda-feira (14/3)

Comentários de leitores

20 comentários

De familia.

José Carlos Guimarães (Jornalista)

O ingresso da filha do Marco Aurélio Mello na magistratura de 2º grau, salvo erro meu, é a repetição do que ocorreu com o pai.
Realmente, existem vários Brasis.

Instituto feudal

Fabiano S. Castanho (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

Só o quinto constitucional mesmo para proporcionar absurdos como este...

Absurdo!!!

Neli (Procurador do Município)

Um acinte existir o quinto constitucional!Quem quer ser Juiz que preste concurso público para tanto. Outro absurdo é a forma de provimento de ministro dos tribunais superiores.Alguém que sempre foi parcial(advogado ou membro do MP),no final de carreira galgar essa honrosa função que necessariamente deve ser imparcial. É falácia dizer que o STF é tribunal político.É nada! Ele, STF ,deve julgar sempre de acordo com as Normas Constitucionais, político,absolutamente nada tem.Um absurdo deixar ao Executivo(e em menor extensão ao Legislativo), nomear Ministros para o STF. Para esses tribunais deveriam ser nomeados Desembargadores(pelo Quinto...que deveria acabar! ou de carreira ),porque estão habituados a serem imparciais.Para quem reclama da nomeação focada... na próxima encarnação duas alternativas: a)ou nascer em outro país ;b) ser filho de alguém mais competente do que o pai na presente vida.De minha parte,prefiro nascer em outro país,porque meu Pai,pobre, "Pedro Ninguém",mas, ensinou-nos princípios, jamais trocaria.Quanto a indicação em si parabéns para ela que seja justa e que a Luz de Cristo a ilumine em sua carreira.

A paternidade

Iludido (Advogado Autônomo - Civil)

O mundo é composto do bem e do mal. Separados não há vida. Não se sabe pq o Criador ainda peleja com o homem que não deu certo. Daí, v. pode ver a dificuldade da coisa que não autoriza o homem a mais que humano; o seu julgamento. Pense nisso!

será que não ocorreu tráfico de influencia

Vladimir de Amorim silveira (Advogado Autônomo - Criminal)

Se a nomeada fosse filha do Lula, com certeza eles investigariam para ver se não ocorreu tráfico de influencia. Mas como é filha de ministro não da nada.

\"as filhas da corte"

Marques Almeida (Funcionário público)

Recentemente duas filhas de ministro do STF, foram nomeadas para assumir uma vaga para Desembargador(a) do TJRJ, e a outra também foi nomeada para ocupar uma vaga de Desembargador(a) no TRF 2ª. Agora fica a pergunta, será que essas jovens advogadas tem gabarito e tempo suficiente de advocacia para assumir tamanha responsabilidade, acredito que tudo foi possível graças ao prestígio e a pressão feita pelos ministros (PAIS). Ambas com poucos anos de militância forense e pouca experiência, no caso da filha do ministro Marco Aurélio, esta precisou de uma declaração de um escritório de advocacia de uma amigo pessoal do ministro para comprovar os 10 anos de atividade profissional ininterrupta. Com certeza essa vai ficar devendo um favor ao escritório para o resto da vida. Portanto, esse é o perigo do quinto constitucional quando há troca de favores entre o EXECUTIVO e o JUDICIÁRIO, o favorecimento pessoal está acima da impessoalidade e a meritocracia fica sempre em segundo plano.

Os apadrinhados

evaldojleite (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Vergonhosa e indecente a permanência do quinto que nada tem de CONSTITUCIONAL porque, embora conste no texto constitucional, fere um dos princípios fundamentais: MORALIDADE e, no caso, IMPESSOALIDADE. Fosse essa jovem filha de outro cidadão, seria ela guindada ao Tribunal? Além do mais, o cargo exige maturidade e experiência, experiência de vida, o que não me parece ser o caso. Será que o genitor não se sente incomodado com essa situação? Ética é ter um discurso compatível com a vida prática. Oxalá não venham mais casos semelhantes por ai. Lembremo-nos, ainda, que o acesso ao serviço público exige qualificação e CONCURSO PÚBLICO.

Impedimento

IAS (Procurador do Município)

Por essas e outras que entendo que os Ministros que tiveram suas filhas indicadas para assumirem cadeiras na magistratura de 2º grau, estão impedidos de julgarem qualquer processo que tenham como réus integrantes do PT.

Novo cargo

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

O de desembargadora leiga. É assim que funciona a estrutura com suas vicissitudes e descaramento. Democracia sem renovação leva a esses vícios condenáveis. Parece que existe filha de outro ministro do STF na fila de espera também.Brasillllllllzzziiilllll

Desrespeito ao bom advogado....

Pek Cop (Outros)

Claro que a intenção é submeter o rio aos mandos do Pt, com o judiciário carioca nas mãos fica mais fácil controlar o estado!!!!

Paradoxo!

Marcelo-ADV (Outros)

Chega a ser hilário (ou triste demais) o fato de a mesma Instituição se revoltar por causa de uma charge, e ao mesmo tempo apoiar essa nomeação inconstitucional (por ausência de notório saber jurídico).

Republica de Bananas

Advogado Santista 31 (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Eis o que faltava para sermos credenciados como uma autêntica republiqueta: filha de Ministro do STF abocanhar uma boquinha como desembargadora sem nunca ter advogado de fato ou prestado concurso para magistratura na vida dela. Os espertonildos se regozijam, enquanto que advogados honestos de tanto trabalhar e suar a camisa são os novos otários.

Me entristeço

Observador.. (Economista)

Nada tenho contra a advogada. Deve ser uma ótima pessoa e uma profissional em desenvolvimento.
Me entristeço por perceber como nós, os outros, o povo , somos.
Nos acostumamos com tudo isto.Ninguém vai para as ruas, ninguém demonstra inconformismo e todos nós nos acostumamos com a paisagem.
Aqui, famílias vivem e enriquecem, tem poder quase perpétuo, tudo com o dinheiro do Estado e sustentados pelos impostos do suor de brasileiros que acham que palácios da justiça é coisa de revistinha da Marvel.
Temos aqui uma mistura de monarquia(pois tem gente que quer se perpetuar no poder), com aristocracia, com ausência de vontade de arriscar e empreender, tudo isto acompanhado de um povo submisso e subserviente; nada muda, desde os tempos em que resolveram colonizar este lugar.
Somos patéticos.E ainda assistimos estas mesmas pessoas falarem em Republiqueta, darem lições de moral e acharem, como sempre, que certos lugares são da família e dos amigos.
Afinal, alguns são (bem)melhores do que outros em Bruzundanga.

Que país!

MMoré (Outros)

Esse regurgitar e comer do próprio excesso é uma prática elitista oriunda da nossa cultura colonialista. Triste.

Vaias

Thiago R. Pereira (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Cerimônia dramática... Já estou vendo as decisões... Vão contratar um desembargador assessor, não é?! Ah, sim, claro!
A propósito, quantos livros ela tem publicado, quantas palestras e seminários já participou sem ser na condição de papagaio de pirata... Professor Lenio, ainda tem vaga no seu bunker?!
;(

A republiqueta da insinceridade!

Paulo Jorge Andrade Trinchão (Advogado Autônomo)

A republiqueta de bananas continua dando demonstração que de fato é um paiseco imoral e indecente, formado - ainda! - pelo que parece, por capitanias hereditárias. A pergunta que se faz: era ela de fato a mais competente e capaz para ser a representante da OAB/RJ?

Imoralidade

George Rumiatto Santos (Procurador Federal)

Vale lembrar que a exigência de comprovação de atuação na advocacia por pelo menos dez anos não foi comprovada. A impugnação não foi apreciada no mérito sob alegação de intempestividade!
-
Na época, encontra-se notícia afirmando que "A Folha analisou o dossiê entregue por Marianna. Ela não conseguiu atender a exigência nos anos de 2007, 2008, 2009 e 2010".
-
No mais, tem 30 e poucos anos, não é mestre, e concorria com outros advogados que já vinham sendo indicados em listas anteriores, com mais de 20 anos de advocacia militante.
-
Em suma, não há nenhum elemento subjetivo para que se diga que, inobstante o apadrinhamento político, a candidata seria merecedora da nomeação.
-
O mesmo STF que edita Súmula Vinculante para proibir o nepotismo no serviço público faz lobby para que seus parentes ocupem cargos de prestígio na República.
-
Sempre causa debate o alcance do princípio da moralidade, positivado pelo art. 37 da CR/88. Talvez até haja zonas cinzentas mas, nos extremos, podemos reconhecer quando a conduta é imoral.

Falta de esperança

Cidadão Brasileiro Nato (Oficial do Exército)

Quem tem verdadeiro interesse em levar adiante a bandeira da extinção da imoral regra do Quinto Constitucional? O STF? o STJ? Os TRFs e TJs? A OAB? O Ministério Público? O Congresso Nacional? A Presidência da República? Os Partidos Políticos? O Povo? :-(

Pelo fim urgente do Quinto dos apadrinhados.

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

Por Vasco Vasconcelos,escritor e jurista. Há algo podre no reino da Dinamarca. Nos idos da minha infância na terra do saudoso conterrâneo e colega jurista Rui Barbosa, somente filhos da elite poderia ser advogado. Porém com o advento de os governos Lula e FHC e Dilma, aumentaram o número dos cursos jurídicos em nosso país, girando em torno de 980 faculdades de direito, doravante filhos de trabalhador rural, guardador de carros, filhos de prostitutas, filhos de catadores de lixo, empregadas domésticas outras camadas mais pobres da população também podem ser advogados. Mas os mercenários da OAB acham isso um absurdo, como pode o país ter mais faculdades de direito, bibliotecas jurídicas do que cracolândias? E assim com medo da concorrência, uma maneira de impedir o acesso de filhos de pessoas humildes no quadros da OAB e assim instituíram, pasme, o grande estorvo, o caça-níqueis Exame de Ordem.
Ora nobres colegas juristas se para ser Ministro do Egrégio STF, não precisa ser bacharel em direito (advogado), se para ocupar vagas nos Tribunais Superiores OAB se utiliza de listas de apadrinhados da elite? (Quinto dos apadrinhados)? Por quê para ser advogado o bacharel tem que passar por essa cruel humilhação e terrorismo?Estou convencido que a melhor forma de investidura de Ministros junto ao STJ, TST STF, nos demais Tribunais Superiores, inclusive no TCU, deveria ser via o consagrado Princípio Constit.do Concurso Público o qual configura-se um dos pilares mais importantes de um Estado Democrático de Direito. Em regra, conforme está insculpido no art. 37-II CF o ingresso no Serviço Público dar-se-á, mediante a realização do concurso, onde se busca é garantir a igualdade de condições de todos os candidatos.

...

Ley (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

Como faço pra colocar meu filho no Ministério Público sem concurso? Sugestões please...

Comentar

Comentários encerrados em 16/03/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.